19 Novos clipes nacionais

945
0
COMPARTILHAR:

Mais uma leva de clipes imperdíveis lançados por artistas de diversas partes do país, com propostas e estéticas bem diferentes uns dos outros. Assista e nos diga o que achou!!

O coletivo Heavy Baile soltou mais uma faixa do seu primeiro disco Carne de pescoço, que será lançado em breve. Cheia de gírias usadas pela comunidade LGBTQ, “Berro” conta com as participações de Tati Quebra Barraco e da Lia Clark . Para apresentar o single foi lançado o clipe que é uma festa na laje na Cidade de Deus, com muita diversão, dança e ousadia.


Sucesso da mineira na trilha da novela “O Outro Lado do Paraíso”, “Abrigo” é o novo clipe da cantora Roberta Campos. Em clima lúdico, ela aparece em diferentes tamanhos, sempre sozinha e interpretando a canção introspectiva. A  direção geral e roteiro são de Bruno Bennec.


É em um clima sereno e bucólico que a cantora Héloa vai buscar a “A Paz que Desejei” em seu novo registro audiovisual. No clipe-documental, gravado em Riachuelo, interior de Sergipe, a cantora (também atriz) decide tornar público, em imagens, o processo de imersão por ela vivido, é a personagem do seu próprio clipe, que se passa na Região do Vale do Cotinguiba, região canavieira, de grande força ancestral no que tange as manifestação de presenças africanas, no estado de Sergipe.


A Tuyo – formada pela mistura do violão denso de Machado com o trabalho vocal audacioso das irmãs Lio e Lay Soares – lançou o clipe de “Amadurece e Apodrece”. Com uma estética contemporânea, o registro mostra o trio paranaense na companhia de mais 13 pessoas fazendo coreografias marcadas assinadas por Milena Stemberg. A direção ficou a cargo de Leticiah Futata.


Diferente de seus vídeos anteriores, a dupla Gus & Vic se joga em uma aventura cinematográfica no clipe de “I Promise I Won’t Shoot”, single que traz influências do western, blues e rock’n’roll. Gravado em uma usina abandonada do interior do Rio de Janeiro (Campos dos Goytacazes), o vídeo traz um toque especial no roteiro elaborado pelo casal. A direção é de Guilherme Brehm, do GB Lab, e conta também com a atuação de Fued Abdu Neme e Pabrox.


O linchamento virtual é o tema principal do primeiro videoclipe da banda brasiliense Stoyca, “Valha”, do  disco Ninguém Estava Aqui (2016). Dirigido pelo vocalista e guitarrista Jorge Verlindo e a fotógrafa Thaís Mallon, o vídeo conta com a performance vibrante do dançarino brasiliense Abu, tendo a capital federal como pano de fundo.


“Luto Por Você” – que conta com a participação da Paula Malvar, vocalista da banda Vó Tereza – é mais uma faixa do novo disco do Yannick Hara, Também Conhecido Como Afro Samurai, transformado em clipe. Dirigido por Seiji Hara e Rodrigo Furlani, o vídeo aposta na simplicidade ao trazer o rapper acompanhado de duas modelos em um estúdio de fundo branco como cenário.


Um dos duetos inéditos de Arquivo_Duetos 2, novo álbum do cantor e compositor Zeca Baleiro, “Obsessão” composta em parceria com músico Chico Salem, com quem também divide vos vocais. A faixa ganhou um clipe gravado ao vivo na Casa de Francisca em São Paulo. A produção é da Dreaming Filmes


Manequins representando muitas pessoas diferentes e uma mensagem sobre como é preciso aprender com as diferenças, com seus defeitos e qualidades. Levantando com leveza uma mensagem de tolerância, a cantora e compositora Mari Blue lança o clipe “A gente”, faixa-destaque do mais recente álbum da artista e lançada nos serviços de streaming como um single, via Sagitta Records. Produzido por Asha Filmes, o vídeo é tem a direção e roteiro de Alexandre Branco Borges.


Os Não Recomendados – projeto formado pelos cantores Caio Prado, Daniel Chaudon e Diego Moraes – lançou o clipe da música que inspirou e resume a proposta do grupo, intitulada “Não Recomendado“, composta por Prado. Gravado na Boca do Lixo – localizado no bairro da Luz, foi o reduto do cinema e da boemia paulista na década de 70 – o vídeo traz personagens marginalizados pela sociedade como trans e travestis.

A produção assinada por Leandro HBL faz ainda uma homenagem aos parangolés de Hélio Oiticica.


Com uma estética baseada no universo fantástico, o cantor, compositor e poeta Paulo Beto lançou o clipe de “Portas do Milênio”, faixa presente no disco Memórias d’aldeia do bicho que mente. Dirigido por Amanda Lebeis, João Arthur e pelo próprio músico, o vídeo, gravado em um casarão, bebe da fonte do surrealismo de Buñuel e Alejandro Jodorowsky e do teatro de Zé Celso ao transportar o cantor para uma outra outra realidade habitada por seres estranhos e livres.


Presente em desenhos, festas e outras manifestações, Santa Muerte, personagem do folclore mexicano, vem da ideia de que “a morte vem para todos”. No clipe para o single “Higher”, de Cássia Novello, a figura se relaciona também com a imagem de subversão, de resistência, que é o tema principal do livro recém-lançado, “Ninguém nasce herói”, de Eric Novello, irmão da cantora. O vídeo é uma realização de Thiago Locke e da Masmorra Produções.


Há 10 anos Mallu Magalhães aparecia para o Brasil graças a internet e, principalmente, a uma música, que apesar de ser em inglês, tinha um refrão chiclete que era facilmente assimilada pelo público e casava com a voz suave da menina de 15 anos. Com um nome já estabelecido a cantora regravou “Tchubaruba” ao piano, momento registrado em um clipe que traz ainda imagens da época do lançamento do seu primeiro sucesso. A direção é de André Tentugal.


Sentindo o peso das coisas e incendiando frias relações, Marcos Sandália & Meia apresenta Pensando bem”, terceiro videoclipe do EP Teimoso, vaidoso e outros defeitos mais, lançado em julho, disponível para download na nossa lista de “Discos Nacionais Para Baixar 2017“.

A novidade da produção fica por conta das imagens que compõem o vídeo. Todos os registros foram feitos via celular, por fãs, que atenderam o pedido do artista e enviaram suas perspectivas e olhares sobre a vida urbana. O resultado foi um clipe poético, contemplativo e reflexivo sobre a cidade e sua rotina. Como nos demais clipes, o conceito, a edição e a finalização são de Marcos Sandália & Meia.


O novo single da Sammliz, “Deusa da Lua (Mulher Perigosa)”, com a participação da sua conterrânea Dona Onete é uma ode a força feminina. Potência essa retratada em um belíssimo clipe conceitual, mágico e sensual. Gravado na paradisíaca praia de Mosqueiro, em Belém, o vídeo tem como protagonista a ativista indígena do Pará, Elida Braz Zahy Tata. A  direção, roteiro, montagem e finalização são assinados por Adrianna Oliveira​.


 “Pindaré Reloaded”, faixa  extraída do novo álbum, Myopic Serenade, de Armando Lôbo ganhou um clipe  bem interessante. Produzido e dirigido pela diretora e artista visual romena Oana Stanciu, o vídeo  se apoia em efeitos visuais ao utilizar imagens espelhadas que se transformam de acordo a batida da canção e dão um toque psicodélico ao registro. 

A música é uma recriação livre e multifacetada do hino folclórico do estado do Maranhão e homenageia a toada de boi imortalizada por Mestre Coxinho com pegada um tanto atordoante. 


A banda de Jacareí, litoral norte de São Paulo, Lombra apresenta a sua primeira música de trabalho “Mr. Sombra”. O single vem acompanhado de um clipe que retrata a história da canção que versa sobre aquelas pessoas que buscam ser o que não são, vivem de aparência e ainda tiram onda com isso. Provavelmente você deve conhecer algum assim. A direção é de Danilo Ramos.


Em um momento delicado de violência contra religiões africanas, LuKaSH sai de cena para dar espaço aos atores da Cia dos Prazeres, da comunidade de mesmo nome, brilharem no vídeo para a música “Xangô”. A canção é um grito por Justiça, uma oração, um mantra de proteção e ganhou um registro feito pelo artista em parceria com o cineasta Renato Vallone, vencedor do festival de Cannes (ao lado de Eryk Rocha, com o filme “Cinema Novo”).


Misturando Rock com Hip hop para falar sobre a realidade do atual cenário político e econômico do país, a banda Leso lançou o clipe da canção “Agora ou Nunca”. Dirigido por  Matheus Souza e Giuliano Silveira, o vídeo conta com a participação do rapper Thaíde, que assina a composição junto com Andreu Garcia, vocalista o grupo. O registro traz cenas gravadas no Centro de Cultura e Ativismo Caipira e no LoBox Studio, em Serrana – SP.

COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook