22 novos clipes nacionais

1358
1
COMPARTILHAR:

A cada dia vários ótimos clipes são lançados e esse ano está caprichado, não por acaso fizemos uma lista com os 25 melhores do primeiro semestre. De lá pra cá saíram inúmeros vídeos e  nós do Som do Som fazemos o maior esforço para dar espaço para todos. Por conta disso estamos trazendo uma leva de clipes que se você ainda não viu, tem que ver, seja por causa da criatividade ou pela produção ou pela bela fotografia. Dentre eles estão fortes candidatos a aparecer na nossa lista final do melhor de 2017.

Conhecido da cena indie de Brasília, Rafael Ops lança sua carreira solo, agora sob a alcunha de Ops, com o clipe da canção de amor “Olha a Sorte Que Eu Dei”, que fará parte do primeiro disco solo do artista, que se chamará Não Tá Tudo Bem.  Bem-humorado, o vídeo foi inspirado nas Esculturas de 1 minuto, do Erwin Wurm.


Banda de rock alternativo de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, Bloco estreia o clipe de “Buzinas & Andróides”, que apesar de ser o mesmo nome do álbum lançado em 2016 é uma fixa inédita. Meio louco, né? Mas tem uma justificativa, o single marca o encerramento do disco e o inicio de um novo ciclo. Produzido pela Flame Filmes, o vídeo traz os integrantes tocando num jardim.


Faixa mais ouvida do cantor pernambucano Barro nas plataformas de streaming, “Poliamor” ganhou um clipe tão belo e sensível quanto a canção. Abordando a temática das várias formas de amar, o vídeo – gravado na Praia do Futuro e o Mangue às margens da Praia Sabiaguaba e do Rio Cocó, em Fortaleza – brinca com as reflexões criadas a partir da manipulação de vários espelhos pelos atores grupo Teatro Máquina, revelando as relações intimas entre eles. A direção é de André Gonzales e Ednei Martins.


Com cinco anos de estrada, a ótima banda potiguar Kung Fu Johnny já se apresentou em importantes festivais como o MADA, DoSol e na mais recente edição do Rock in Rio, no palco garage da Doritos. Depois de meses parado, no meio de 2017, a banda voltou a produzir material novo ao lançar o clipe de “Say I Want”, faixa do álbum Day By Day.

O vídeo dirigido por Diego Marcel é protagonizado pela modelo  Luiza Medeiros.


Com um discurso empoderado e de afirmação, a cantora Luiza Caspary lançou o clipe da música “Primeiramente, Respeito“, via selo Dafne Music. Filmado no bairro do Brás, na cidade de São Paulo (SP), o video traz Luiza e suas amigas dançando em ruas vazias e escuras, reforçando a ideia de que o lugar da mulher é onde ela quiser. A produção foi dirigida e roteirizada pela própria artista e pela diretora Erika de Faria.


Formada recentemente, a banda Dall fez sua estreia com o clipe de “Despertar”. Gravado em Porto Alegre, cidade natal do grupo, o vídeo mostra o dia a dia da capital do Rio Grande do Sul, além de trazer quarteto performando. A direção é assinada por  Lucas Bellator  e Silva Home Movies.


A banda de punk rock do Rio Grande do Norte, Joseph Little Drop resolveu homenagear as duplas sertanejas em seu novo single, “Meu Pai É Milionário, Sua Mãe É José Rico”. Não, eles não cometeram a loucura de mudar de gênero musical. Na verdade usaram do bom-humor para brincar com os nomes das duplas, que apesar de serem pessoas diferentes acabam virando uma só.

Para apresentar a canção, o grupo lançou um clipe tão descontraído quanto, gravado em um local rural, com uma estética retrô de fitas VHS.


A banda brasileira, radicada na Itália, Selton acabou de lançar o seu novo disco Manifesto Tropicale, mas antes liberaram o clipe de “Luna In Riviera”. Dirigido por Imperat, o vídeo traz como protagonista o baterista Daniel Plentz desempenhando um duplo papel, além dos outros integrantes do grupo em diversos belos cenários.


Indicados ao Grammy Latino deste ano, os sergipanos da The Baggios não contente em nos presentear com o grande disco Brutown (2016), vem lançando belos clipes. O mais recente deles foi “Soledad”.

Dirigido por Marcelinho Hora, o vídeo mostra dois personagens aprisionados dentro de si, que vão rompendo pouco a pouco com seus medos e angústias e dentro de um processo de autoconhecimento, começam a se reconectar com eles mesmos, derrubando assim o exílio interior em que estão confinados. A combinação da fotografia de Victor Balde e a edição dinâmica de Julio Andrade é espetacular.


O novo clipe da banda Atalhos, “Animais Feridos”, tem como inspiração a obra-prima de Dante Alighieri. Dirigido por Gustavo Lot,  o vídeo foi montado em três partes que sugerem o inferno, purgatório e paraíso, através da reflexão de uma senhora de 70, que repensa toda a sua vida vendo como solução a morte. O registro também faz inflências do cineasta Ingmar Bergman e do filme O Martírio de Joana D’Arc de Carl Theodor Dreyer.


Inspirado no romantismo alemão, mais especificamente no trabalho do pintor Caspar David Friedrich, em sua obra “O Peregrino Sobre O Mar de Névoa”, Otto apresenta o clipe de “Carinhosa”. Faixa do seu recém-lançado disco Ottomatopeia.

Com direção do próprio cantor, em parceria com os artistas visuais Kenza Said e Lourival Cuquinha, as cenas possuem atmosfera intimista e melancólica, nas quais Otto aparece solitário, entre caminhadas, danças e jogos de olhares.


A banda mineira Revolução voltou no tempo ao buscar inspiração no clássico “Bohemian Rhapsody” (1975), do Queen, para dar vida ao clipe do seu novo single, “Hino Brasileiro Sincero”. Uma reflexão do momento político brasileiro.

Dirigido e produzido pelos próprios integrantes, o vídeo traz referências claras as famosas cenas do emblemático clipe, além de mostrar imagens do DVD Ao Vivo, gravado recentemente no Centro Cultural Venda Nova, em Belo Horizonte,


Única canção do disco da banda Não Alimente os Animais, de Caxias do Sul (RS) a ser cantada em português, “Náufragos Perto do Cais” ganhou um belíssimo clipe. Gravado nos arredores do município de Antônio Prado, interior da Serra Gaúcha, o vídeo incorpora o tom melancólico e contemplativo da faixa para falar do processo de reconexão consigo mesma e com o ambiente ao seu redor. Destaque para a bela fotografia assinada por Rayza Roveda, responsável também pela direção.


Apresentando novas perspectivas sobre o contexto da Favela da Maré, no Rio de Janeiro, Beto Larubia lança o clipe de “Febril”, faixa-título de seu álbum de estreia, lançado esse ano pelo selo Garimpo Brasileiríssimos.

No vídeo, o cantor é envolvido por bailarinos em uma coreografia expressiva e excitante carregada  de sentimentos. o clipe ressalta o talento e o profissionalismo de integrantes do projeto da Rede de Desenvolvimento da Maré, de onde Beto é ex-aluno e conheceu, durante as aulas, os profissionais envolvidos na produção do registro.


Os gaúchos da banda Frida vem apostando em belos e conceituais clipes para apresentar as suas canções. O mais recente deles é o “Quando o Amor Acaba”, do primeiro single lançado pelo grupo este ano.

Dirigido por Marcelo Costa, o vídeo se concentra nas expressões inquietas e misteriosas da personagem, interpretada por Caroline Genro, ocultando até o final o porquê dela estar assim.


MadHouse, duo vocal formado pelos músicos e produtores Lio Júnior e Thiago Casarejos, lançou o clipe do seu novo single “Falling”, com um conceito visual simples e direto. O vídeo transborda sensibilidade e mostra uma outra faceta da dupla, explorando superficialmente sua vertente mais pop e comercial.  A direção é de Guillermo Calvin (Velvet Inc.).


Após o lançamento de seu segundo disco “Volta” no começo do mês, Gui Hargreaves lançou o clipe do single “Fim Do Sem Fim”, quarta faixa do álbum. A inspiração veio do documentário homônimo, dirigido por Cao Guimarães, Lucas Bambozzi e Beto Magalhães, em 2001.

Como forma de introduzir o espectador no enredo, o vídeo traz logo no inicio um trecho da película com o depoimento de Paulo Marques de Oliveira (autor do livro “Ô fim do cem, fim…”) para depois abrir para várias histórias enviadas por pessoas do do Brasil (Rio, Amazônia e Belo Horizonte), EUA (Califórnia), Rússia, Estônia e muitos outros países. A direção é assinada por  Flávio Charchar.


Parceria da Biltre com o ator Gregório Duvivier, “Nosso amor foi um GIFjá virou um hit da banda e o divertido clipe tem uma grande parcela nisso. Dirigido e roteirizado por Débora McDowell e Beatriz Morbach, o vídeo narra, no vai e vem de uma fita-cassete, um casamento nada convencional dos anos 80, mas com um detalhe bem atual “Fora Temer Golpista” aparece ao contrário, desenhado no bolo da festa.


O mais novo álbum do cantor e compositor Marinho, Sombras, ganhou um clipe que aborda a solidão e o desprendimento. A canção escolhida pelo músico foi a faixa-título.

Dirigido por Lucas Nóbrega, o vídeo traz a reflexão sobre o tema mostrando como cada pessoa encara a sua solidão, por mais que não esteja só. Gravado em um prédio antigo, o registro traz o próprio Marinho e seus músicos Fellipe Pereira (bateria), Joaquim Braga (guitarra), Joaquim Prado (teclado), Victor de Almeida (guitarra), além da participação especial de pessoas ligadas à cena musical de Maceió, como Antônio Oiticica (Yo Soy Toño), Isabela Noaro (cantora e integrante da produtora Muquifo), Júlia Soares (guitarrista do Superamarelo e ex-integrante do Troco em Bala) e Paulo Franco (vocalista e guitarrista do Gato Negro, banda de Arapiraca/AL). Por fim, aparecem João Paulo Lamenha (baixista do Milkshakes e outros projetos) e a esposa, Bárbara de Queiroz, que marca presença na cena musical alagoana e personifica no vídeo o ouvinte de música.


A descoberta da sexualidade pela família, infelizmente, nem sempre é positiva, mas Ana Sucha trata do assunto de uma leve e divertida no clipe da canção “Uma Mulher Feliz”, presente no disco de estreia, Inês, lançado em 2016.

Gravado no Centro de Tradições Nordestinas, também conhecido como Feira de São Cristóvão, no Rio de Janeiro, o vídeo, o vídeo narra a saída do armário da personagem vivida pela cantora e compositora. A direção é assinada por Zé Pereira.


Ainda divulgando o disco Distante em Algum Lugar, lançado em 2015 pelo selo slap, a banda Versalle disponibilizou o clipe de “A Saudade É Algo Que eu Não Quero Mais”. Com uma bela fotografia, o vídeo traz cenas bucólicas do pouco explorado estado de Rondônia, terra do grupo, que se tornou conhecido nacionalmente depois de ser finalista do reality show SuperStar, da TV Globo.


Projeto D, nome utilizado por  Raphael Mancini para dar vida as suas inspirações musicais, vem apostando no audiovisual como forma de comunicar suas ideias.  A novidade da vez é o clipe da faixa  “Tive Um”, que tem a direção de Flávio Charchar.

No vídeo o cantor e compositor mostra a sua fragilidade na letra e ao se despir frente as câmeras em um banho com água e confete. De tanto esfregar a cabeça ele quase convence que tem uma cabeleira. Mas brincadeiras a parte o registro prima pela simplicidade e delicadeza.

COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook