Clipe reúne nomes da música mineira contra o racismo

678
0
COMPARTILHAR:

Segundo levantamento do Mapa da Violência de 2014, elaborado pela Secretaria Nacional de Juventude e a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, cerca de 56 mil pessoas foram assassinadas em 2012, sendo 30 mil jovens entre 15 e 29 anos; destes, 77% eram jovens negros, moradores das periferias de áreas metropolitanas. Em combate ao genocídio de jovens negros e ao racismo institucionalizado, artistas mineiros oriundos de escolas musicais diversas como o samba, o soul, o reggae e o rap se uniram e lançaram o clipe “Deixa o Erê Viver”.

A gravação, que ocorreu  em fevereiro de 2016, é a primeira ação do projeto “Nós temos um sonho”. A inciativa da cantora  Lu Daiola, idealizadora do projeto, é apontar um caminho de esperança, promovendo também a campanha nas redes sociais, além de outras ações de cunho social e de formação cultural.

O vídeo contou com as participações de nomes como, Richard Neves (produção musical), Sergio Pererê (composição e direção musical), Tamara Franklin e Douglas Din (composição) e as vozes de Celso Moretti, Dokttor Bhu e Shabê, Josi Lopes, Michelle Oliveira (Cromossmo Africano), Roger Deff (Julgamento), Izaque Bohr, Mandruvá, Denominado Chu,  Bárbara Hannelore, Lana Black, Marcela Rodrigues (Berimbrown), Polly Honorato,  Eda Costa, Guilherme Ventura, Maurício Tizumba e o cantor e compositor Vander Lee, artista falecido em agosto de 2016


Foto: Mestre Negoativo

COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook