Conheça 12 bandas de Rock de Alagoas

1902
0
COMPARTILHAR:

O Som do Som, depois de passar pela Bahia e Sergipe, desembarca em Alagoas, dando continuidade a viagem pelo Nordeste, desbravando o cenário musical da região. O estado conhecido pelas belas praias tem uma crescente cena roqueira, movimentada por várias bandas e festivais como o Maionese e o Grito doRock.

Selecionamos 12 bandas que darão um aperitivo do que anda rolando por Alagoas. Aumente o som e conheça a Belt, Troco em Bala, Dof Láfá, A Flor de Ziaco, Katty Wine, Necro, Velha História, Gustavo Guri, The Doses, Banda Pietá, Sedna e Mopho.

Belt

Formada por Gordo (Voz e guitarra), Jorge (guitarra), Guila (teclado), Kobe (baixo) e Ivan (bateria), a Belt apresenta um som que mistura Indie Rock com Pop. Criada em 2008, a banda está se preparando para gravar o seu primeiro disco. Enquanto isso, ouça a música “Tão complicado quanto um bonsai”, que também ganhou um clipe e pode ser baixada gratuitamente.


Troco em Bala

Influenciada por Strokes, Arctic Monkeys e Yuck, a banda de Indie Rock de Maceió Troco em Bala lançou o seu primeiro EP homônimo no começo do ano, junto com o clipe da faixa “Liberdade”. Apesar de ter apenas dois anos de formação, Bruno Berle (Vocalista e Baixista), Julia Soares (Guitarrista), Filipe Barros (Tecladista e Guitarrista) e Lucas Marques (Guitarrista) tem se destacado no cenário musical do estado.


Dof Láfá

A Dof Láfá define o seu som como um Rock Dinâmico, passeando pelo hardcore e o pop punk. A banda – que tem como integrantes Toño (Voz e guitarra) Luiz (voz  e guitarra),  Hugo (Baixo) e Matheus (bateria) – está gravando o seu disco de estréia.  O quarteto já se apresentou em vários festivais do estado.

 


Katty Winne

Com letras em inglês, distorções, guitarras barulhentas, a Katty Winne faz um som que transita entre o indie rock e shoegaze, com forte influência de Slowdive, My Bloody Valentine, Weezer, Pixies, Best Coast. A cantora tem a companhia de  Márcio Junior (produtor e guitarrista), Iran Félix (baixista) e Junior Pinheiro (Baterista). O primeiro disco, Shadows of the Moon, está sendo gravado e terá onze faixas, mas ainda não tem data para lançamento.


A Flor de Ziaco

Com quatro anos de carreira, a jovem banda de rock A Flor de Ziaco afirma ter um estilo “indiferente”,levam a música a sério se divertindo. Vitor Barros (voz), Valmer Fragoso (guitarra), Gustavo Borges (guitarras), Erick Gabriel (baixo), Robson Cavalcante (teclado) e Daniel Rocha (batera) estão finalizando o seu primeiro EP com músicas autorais. Recentemente os alagoanos lançaram o clipe gravado ao vivo da canção “37,5”, que você ouve aí embaixo.


Necro

Na estrada desde 2009, a Necro, abreviatura do antigo nome Necronomicon, faz um som que vai do Hardrock ao psicodélico em composições autorais em inglês. O Power trio Pedro Araujo (vocal, baixo), Lilian Lessa (guitarra) e Thiago Alef (bateria) tem dois discos lançados  pelo selo norte americano Hydro-Phonic Records. O terceiro álbum será lançado em breve.


The Doses

O nome já entrega, o álcool é o combustível da The Doses. A banda faz um som intitulado de “CachaçaRock” com letras irreverentes e divertidas que falam de bebedeiras (é claro!), seguindo a linha de Matanza,Rock Rocket, Wander Wildner e Red Fang. Cupim, Alisson Feijó, Felipe Araújo, Wagner Chevalier e Marcelo Amorim formam o time da birita. Prepare o seu copo!


Gustavo Guri

Depois de fazer parte de duas bandas Dharma e Jetlag, Gustavo Guri resolveu partir para a carreira solo. O cantor lançou esse ano o seu primeiro disco O Fantástico Mundo de Guri, produzido, gravado, mixado e masterizado usando aplicativos para smartphone e tablet. As canções apresentam uma pegada rock com  pitadas de pop. As faixas “Heróis” e “Entre a Fé e o Céu” tiveram clipes lançados há pouco tempo.


Velha História

“ Um som meio rap meio rock da cidade de Maceió” é assim que a Velha História se define. A banda composta por  Ruy Guimarães ( Vocal), Ivo Hell  (Guitarra), Rafael (baixo) e William Silva (bateria) faz música com letras a criticas sociais e midiáticas. O Punk e o Metal também tem vez no repertório do quarteto.


Sedna

Sedna transita entre o stoner rock e o grunge. A banda formada por Pablo Willard (vocal e baixo), Fábio Lira (guitarra e vocal), Rodrigo Lacerda (guitarra e vocal) e Damien Murch (bateria)  tem dois discos gravados, o último, Tyran Solver, foi lançado no final do ano passado. A faixa “Benediction Floods” teve o clipe divulgado recentemente. Os dois álbuns estão disponíveis para download gratuito. A promissorabanda tem apenas quatro anos de carreira.


Mopho

Uma das bandas de Rock mais importantes de Alagoas, ou talvez a mais, devido a sua história e representatividade no cenário nacional, a Mopho não podia faltar na lista. Com uma sonoridade psicodélica, logo no seu disco de estréia, em 2000, os alagoanos ganharam a critica, tocaram em diversos festivais independente de rock do país e foram parar até numa rádio americana, ficando entre as mais tocadas. Depois disso, lançaram mais dois discos, o último foi o Volume 3 (2011). Há 17 anos na estrada, a formação atual conta com  João Paulo (Guitarra e voz); Hélio Pisca (bateria); Junior Beatle (baixo e voz); Marco Túlio (cordas) e Leonardo Luiz (teclado).


Banda Pietá

A caçula da lista, a banda Pietá é formada por André Luiz (Voz e Teclado), Thiago Mata (Voz e guitarra), Marcus Antônio (Guitarra), Caio Jambo (Baixo) e Pedro Moura (Bateria). Os alagoanos tem uma música gravada, que segue a linha rock alternativo.

COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook