Conheça a história de “Arranca-Rabo” de Pedro Dum

451
0
COMPARTILHAR:

“Arranca-Rabo” é uma canção autobiográfica de Pedro Dum gravada junto a banda Encomenda. Em sua levada balançada de funk-rock, a faixa amplia um tema quase que universal: os pequenos desentendimentos de rotina que se tornam uma tempestade nos relacionamentos em crise. “Ela surgiu a partir de uma batida do violão de João Bosco, ainda nos tempos pré-internet: ouvindo e tentando reproduzir no instrumento. Até a ideia dela de soar uma crônica musical veio dele. Ela me permitiu realizar em música o estado de catarse”, explica Pedro.

A composição foi apresentada à banda pela primeira vez em estúdio, inclusive com a presença da destinatária. O curioso foi que a moça gostou da música de primeira, a ponto de perguntar a Pedro sobre a autoria. Ele tergiversou e deu os créditos ao percussionista. “Eu já me sentia ali chegando com elementos novos e ecléticos, com uma canção que não tinha o apelo rock’n roll – que era a linguagem mais fluente do grupo e ainda mais essa”, sorri Pedro.

Em 2011, “Arranca-Rabo” foi escolhida a melhor canção da edição do Festival de Música da Educadora. O grupo inicialmente havia eleito “Solar” para a disputa, mas pela insistência da banda e do produtor Irmão Carlos gravaram e inscreveram também Arranca-Rabo. “Ele viu que no ano passado a gente tinha disputado com uma música finalista, e então resolveu apostar. Ele dizia:’a gente divide, bota aí pra pagar a perder de vista, mas tem que gravar'”, conta Pedro.  Pois deu certo: a irônica letra de Arranca-Rabo ganhou o arranjo inventivo da Encomenda e conquistou a empatia musical dos júris.

COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook