Conheça a história de “Sorriso de Flor” de Rafael Pondé

227
0
COMPARTILHAR:

“Sorriso de Flor” é uma canção de Rafael Pondé. O músico recorda que ela foi escrita entre 2001 e 2002, depois que retornou de uma visita ao seu irmão em San Diego, na Califórnia. “Ela faz referência à essa visita e também a um amor antigo, mas é mesmo uma canção sobre a relação do homem com a terra. Tive um contato próximo com esse universo durante a minha infância/adolescência na fazenda do meu avô, em Itaberaba, e trouxe pra música muito destas reminiscências. Por isso escolhi gravá-la em xote que é um ritmo que representa a cultura nordestina”, explica Rafael.


“Sorriso de Flor” foi gravada no disco Átomos, Palavras e Canções (2004), primeiro trabalho solo de Rafael. Na letra o compositor faz uma referência direta a labuta do trabalhador rural que “planta na roça pra vender na feira”. “É um verso inspirado em um casal lá de Itaberaba, dona Maria (in memorian) e Seu Zinho. Eles de fato trabalhavam na roça durante a semana e levavam pra feira o que colhiam. Uma forma de expressar a admiração que tenho pela relação do sertanejo com a natureza”, resume o músico.


Desde que foi lançada, a canção de Rafael circulou para além do sertão baiano: alcançou boa execução em rádios brasileiras e ganhou a interpretação de diversos artistas, dentre eles da banda In Natura e do cantor baiano Carlos Pitta. Uma versão em drum’n bass  feita pelo DJ Roots para uma coletânea do selo Innerground Records fez com que “Sorriso de Flor” rodasse o mundo, tendo sido uma das faixas mais vendidas neste gênero dentre os anos de 2004/2005. “Ela até hoje está no meu repertório. É a minha música que alcançou maior sucesso”, resume Rafael que hoje mora na Filadélfia e trabalha em um projeto musical voltada para a difusão do Forró.

COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook