DISCOS NACIONAIS PARA BAIXAR 2016

85181
37
COMPARTILHAR:

Ficamos ausentes por um tempo, mas de ouvidos e olhos bem atentos ao que estava/está sendo produzindo pelo Brasil a fora. E podemos afirmar com todas as letras, tem muita coisa boa!

Como fazemos há algum tempinho (confira 2013, 2014 e 2015), o Som do Som traz uma lista, que ficará aberta até o fim do ano, com os lançamentos nacionais disponíveis para download gratuito em 2016. Só nessa primeira leva que separamos já da pra notar que não é pouca coisa não, ainda bem! Temos artistas que já circulam em grandes palcos e outros que estão iniciando a sua caminhada. Do Rock ao Funk, a cena nacional independente continua bem viva!

Baixe e conheça o som que vem sendo produzido no Brasil, mas não deixe de ir aos shows e, se possível, compre os discos físicos. Desta forma estará incentivando os artistas para que continuem fazendo trabalhos de qualidade.

ATUALIZADO – 15/12

Marcelo Perdido – Bicho

 

 

 

 

 

 

 

O cantor e compositor Marcelo Perdido segue com a sua proposta de lançar um disco para cada estação do ano, depois de Lenhador (outono) e Inverno, ele estreia Bicho representando a primavera. Produzido por Filipe Sambado, um dos grande nome da nova música Portuguesa, o álbum traz 10 canções que misturam folk com tropicalismo. As letras falam de uma época politicamente dura e a necessidade de apesar de tudo florescer, além de trazer algumas referências a Portugal, onde o músico reside. Vale ressaltar a capa inspirada no clássico dos Secos e Molhados.

Gênero: Folk/ Tropicalismo

Link: http://www.marceloperdido.net/home/


NavesHarris – Immaculate Sinners / Sleep

 

 

 

 

 

 

 

A música é feita de encontros, que as vezes rendem grandes momentos. O projeto do cantor e compositor Jair Naves em parceria com a americana Britt Harris, intitulado NavesHarris, é um deles. O duo acabou de lançar o seu segundo EP, com duas belas faixas, a popImmaculate Sinnerse a folk “Sleep”, além de um remix de “Immaculate Sinners”, feita pelo trio de hip-hop alternativo Baespflüg, de Portland (Oregon), como faixa bônus. Fica a expectativa para um disco completo deste projeto que deu liga.

Gênero: Pop/Folk

Link: https://navesharris.bandcamp.com/album/immaculate-sinners-sleep


IFÁ – Ijexá Funk Afrobeat

 

 

 

 

 

 

 

Ijexá Funk Afrobeat é o primeiro álbum do super grupo baiano, que recentemente concedeu entrevista ao Som do Som. Sua estreia traz nove músicas inéditas – elaboradas a partir das memórias de uma luta social – que celebram e reverenciam a musicalidade afro-brasileira. Contemplado pelo Edital Natura Musical 2015, o disco conta com as participações do maestro Letieres Leite (Orquestra Rumpillez), na faixa composta pelo músico, “Quintessência, Gabi Guedes, Roberto Barreto (Baiana System),  Junix e do trompetista Guiga Scott.

Gênero:

Link: http://www.audiomack.com/album/if-afrobeat/ijex-funk-frbet


Paula Cavalciuk – Morte & Vida

 

 

 

 

 

 

 

Quem acompanha o Som do Som já conhece o trabalho da Paula Cavalciuk. A sorocabana vem chamando atenção pelo seu talento vocal e como compositora desde o seu ótimo EP Mapeia (2015). Tão bom quanto o compacto, Morte & Vida é o seu primeiro disco cheio e nele, ela aposta novamente em canções com temáticas atuais, criticas e amorosas, com uma sonoridade que vai do Pop ao carimbó.

Gênero: Pop

Link: http://www.paulacavalciuk.com.br/


Bruno Capinan – Divina Graça

 

 

 

 

 

 

 

Gravado no Canadá, onde reside, o novo álbum do cantor e compositor baiano Bruno Capinan é uma exaltação a cultura afro-brasileira e o movimento LGBT. O sucessor de Tudo Está Dito (2014), produzido por Domenico Lancellotti e coproduzido por Bem Gil, traz 12 canções autorais sobre o amor, cheias de brasilidade, baianidade e leveza.

Gênero: MPB

Link: http://www.brunocapinan.com.br/albums


Cesar Lacerda e Romulo Fróes – o meu nome é qualquer um

 

 

 

 

 

 

 

A união de dois destaques da música contemporânea brasileira não poderia render outra coisa senão música de qualidade. Os cantores e compositores Cesar Lacerda e Romulo Fróes lançaram um disco em conjunto, intitulado o meu nome é qualquer um. Nesse belo projeto, os músicos apresentam canções poéticas de cunho sexual, sensível, críticas e românticas. Crônicas do cotidiano em uma grande cidade.

Gênero: MPB

Link: http://bit.ly/LacerdaFroes


Douglas Germano – Golpe de Vista

 

 

 

 

 

 

 

Letrista de mão cheia, Douglas Germano já teve suas canções gravadas por vários nomes da música brasileira como Elza Soares, Fundo de Quintal, Metá Metá, Juçara Marçal, entre outros. Não por acaso, em 2016 ganhou o Prêmio Multishow na categoria Música do Ano por sua “Maria de Vila Matilde”. Com a mesma canção foi indicado ao Grammy Latino na categoria Melhor música em língua portuguesa. A faixa faz parte do seu terceiro disco, Golpe de Vista, que traz onze grandes sambas atuais.

Gênero: Samba

Link: http://douglasgermano.com.br/discos/


Djalma Não Entende de Política – Apesar da Crise

 

 

 

 

 

 

 

Com irreverência e malemolência, a banda Djalma Não Entende de Política chega chegando para dar a sua receita de como enfrentar a crise. Através de letras bem-humoradas e criticas, embaladas por uma salada tropical de ritmos que passa pelo samba, cumbia, axé, frevo e rock, os mineiros apresentam o seu novo trabalho, que teve o apoio de fãs e admiradores para ser lançado.

Gênero: Tropical

Link: https://djalmanaoentendedepolitica.com/2016/10/26/apesar-da-crise-2/


Alvaro Lancellotti – Canto de Marajó

 

 

 

 

 

 

Quatro anos depois de fazer a sua estreia em carreira solo com O Tempo faz a gente ter esses encantos (Que título!), o cantor e compositor Alvaro Lancellotti chega com o belo Canto do Marajó. Com letras pessoais e uma sonoridade contemporânea, definida por ele como “Macumba Romântica”, nesse novo álbum o músico pede a benção ao mar e toda a mística que ele envolve. A produção é assinada coletivamente por ele, Adriano Sampaio (percussões), Daniel Medeiros (baixo) e Pedro Costa (violões e guitarra), com mixagem de Mario Caldato Jr.

Gênero: MPB

Link: http://www.alvarolancellotti.com/download


O Mar Cobrindo O Sol – Não O Suficiente

 

 

 

 

 

 

 

O mais novo trabalho do incansável Breno Freire, jovem artista natural de Vitória da Conquista – BA e que usa a alcunha O Mar Cobrindo o Sol – um de seus mais de dez projetos -, traz o melhor do shoegaze transportando o mundo do post-rock, com influências claras de Explosions in the Sky e Mogwai e ecoando em bandas nacionais, como os goianos do Violin.

Gênero: shoegaze

Link: https://salitrerecords.bandcamp.com/releases


Filtra – O Mundo

 

 

 

 

 

 

 

Continuando o amadurecimento paciente sentido no EP Supremo (2015), O Mundo traz uma linguagem mais universal para a Filtra, que tem no seu nome a ideia de absorver múltiplas influências e transformar em música. Agora eles agregam desde ritmos latinos (“70”) até toques amazônicos (faixa-título). A banda carioca é formada por Fellipe Mesquita, Saulo Limeira, Gustavo Muniz e Mateus Nagem.

Gênero: Rock

Link: https://filtra.bandcamp.com/album/o-mundo


Matheus Torreão & Exército de Bebês – Compacto

 

 

 

 

 

 

 

Vocalista da banda pernambucana Caravana do Delírio, Matheus Torreão está nos preparativos para lançar o seu disco solo, mas enquanto ele não vem, o músico soltou na web um compacto com duas ótimas prévias do que está por vir. Para acompanhar nessa nova empreitada, Torrerão convidou os cariocas do Exército de Bebês.

Gênero:

Link: http://bit.ly/MatheusTorres


Rapha Oliveira – O Mundo lá Fora

 

 

 

 

 

 

 

“O mundo lá fora” de cada um também tem amor e muito, mas também tem desilusão, é o que canta o apaixonado carioca Rapha Oliveira em seu primeiro disco. Autoral e confessional, o álbum começa com o pé no samba em “Ilusão (Prelúdio)”, passa pelo pop e termina pra cima misturando os dois gêneros em “Preta”. As participações de Milton Guedes e Thaís Macedo dão um toque a mais na sua estreia.

Gênero: Samba/ Pop

Link: http://bit.ly/RaphaOliveira


Laia Gaiatta – Vaia

 

 

 

 

 

 

 

Vaia é o primeiro EP do trio soteropolitano Laia Gaiatta. O trabalho é um retrato do que foi desenvolvido em três anos de grupo. Muito laboratório, pesquisa, troca de referências, os arranjos foram se construindo lentamente assim como a forma de tocá-los.

Gênero: Blues-rock

Link: https://laiagaiatta.bandcamp.com/album/vaia-ep


E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante – Medo de Morrer l Medo de Tentar

 

 

 

 

 

 

 

E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante é uma banda de São Paulo, formada por Lucas Theodoro, Luden Viana, Luccas Villela e Rafael Jonke, que vem chamando atenção, principalmente depois do lançamento o ultimo trabalho, Vazio (2014). Em 2016 o grupo, gravou um EP com apenas duas faixas, que dão o nome do compacto. O quarteto tem como base o post-­rock, mas que também se mistura com elementos de punk e música independente dos anos 90.

Gênero: Post-rock

Link: http://bit.ly/2hm9cj2


Camões – Anilina

 

 

 

 

 

 

 

A vocação pela experimentação fez o cantor e compositor Paulo Camões, ou simplesmente Camões, se aventurar na produção de seu novo EP pela primeira vez. Anilina traz quatro faixas com batidas eletrônicas, pop e ainda toques de bossa nova. Assim como em “Jorge” cantada por Luiza Nigri, em “Web”, Amber Waltz assume os vocais.

Gênero: Pop

Link: https://camoes.bandcamp.com/album/a-i-l-i-a


Gilber T – Contradições

 

 

 

 

 

 

 

Figura tradicional da cena musical do Rio de Janeiro, além deste ano ter virado personagem de livro – Brodagens , de Pedro de Luna – o gonçalense Gilber T lançou o seu terceiro disco, intitulado Contradições. No novo álbum, produzido por Bruno Marcus, o músico explora o soul, funk, rap, hip hop e o rock presentes em 10 faixas costuradas por 26 participações especiais, que vão desde Gerson King Combo, Elisio Freitas, Nervoso, De Leve, o rapper francês Pyroman, Felappi, Laura Karoo, Kid Mumu, Leo Zulluh, entre outros.

Gênero:

Link: https://gilber-t.bandcamp.com/


Comanches – Sambas Elétricos

 

 

 

 

 

 

 

No gingado e na cadência dos mestres da malandragem e do sambalanço moderno, a banda carioca Comaches apresenta o seu primeiro disco, Sambas Elétricos. O trabalho traz 10 canções autorais que refletem a experiência musical dos cinco integrantes – Sérgio Pascolato, Robson Riva, Pedro Selector, Sandro Lustosa e Francisco Sartori. Além de samba, batucada, Jazz, Rock estão presentes na ótima estreia  co-produzida por Leandro Dias.

Gênero: Samba

Link: https://comanchesbanda.bandcamp.com/releases


Terno Rei – Essa Noite Bateu como um Sonho

 

 

 

 

 

 

 

Um dos destaques da cena independente, Terno Rei vem aos poucos conquistando o seu espaço, não é à toa que se apresentaram no festival Primavera Sound, um dos mais importantes da Espanha. A banda relativamente nova, cinco anos de carreira, lançou o seu segundo disco, Essa Noite Bateu como um Sonho, unindo referências do Rock alternativo a uma sonoridade minimalista. O álbum é um lançamento da Balaclava Records em parceria com Azul de Tróia.

Gênero: Rock

Link: https://azuldetroia.bandcamp.com/album/essa-noite-bateu-com-um-sonho


Zé Vito & Os Lúpulos – Espelho

 

 

 

 

 

 

 

Natural de Ribeirão Preto, radicado no Rio de Janeiro, Zé Vito retorna às suas origens musicais por meio de Espelho; e coloca o violão em posição de destaque. O álbum traz nove canções pessoais que detalham uma variedade de sentimentos, da cadela de estimação à saudade do mar, passando pelo desejo de paz e o encontro de um grande amor.

Gênero: Folk

Link: http://www.zevito.com.br/


Quasar – Enquanto o Futuro Não Vem

 

 

 

 

 

 

 

Enquanto o Futuro Não Vem é a primeira experiência da banda compondo, gravando e mixando. Cheio de dilemas, complexidades e confusões tanto nas letras como na sonoridade, que mistura rock com lo-fi e psicodélico. O disco é um lançamento do selo independente Banana Records.

Gênero:

Link: https://quasarquasar.bandcamp.com/releases


Mirantes – Ligamento

 

 

 

 

 

 

 

Mirantes é um trio formado em 2015 por Rafael Alves, Desirée Marantes e Leandro Anami, que busca construir músicas que levem o ouvinte a um lugar de observação e contemplação de cenas criadas com versos e instrumentos. Integrantes do selo Hérnia de Discos, eles acabam de lançar seu primeiro registro, um EP intitulado Ligamento.

Gênero: Indie Folk

Link: https://mirantes3.bandcamp.com/releases


Comodoro – Livre

 

 

 

 

 

 

 

A banda Comodoro vem invadindo os palcos, feiras e praças do Rio de Janeiro, levando o seu som brasileiríssimo, tropical e ensolarado a conhecimento de todos. E vale a pena conhecer! O sexteto carioca – Fred Rocha, Roberto Carneiro, Saulo Arctep, Thiago Garcia, Luiz Felipe Caetano  e Mateus Nagem – lançou o seu primeiro EP, intitulado Livre, com cinco faixas com sonoridades bem diferentes, transitando pelo rock, baião, samba, entre outros ritmos.

Gênero:

Link: https://comodorolivre.bandcamp.com/


DAN – Amber

 

 

 

 

 

 

 

Com canções leves e influência acústica, DAN usa a música para contar histórias sobre relacionamentos. Entre versos intimistas, ele apresenta as fases de uma relação amorosa: o encantamento inicial, a paixão e o amadurecimento, narrando ao longo das faixas a aventura de pessoas jovens que ainda não sabem tão bem o que querem.

Gênero: Indie Pop

Link: https://musicdan.bandcamp.com/album/amber


Laura Wrona – Cosmocolmeia

 

 

 

 

 

 

 

Depois do EP RH Volcano, lançado há quatro anos, a cantora e compositora Laura Wrona chega com o seu primeiro álbum, Cosmocolmeia. O título, que da o nome a faixa que abre o disco, não é por acaso, obcecada pelo universo das abelhas, a artista tirou de lá a inspiração poética para a sua estreia. Produzido por Thiago Nassif, o registro conta com nove canções embaladas por uma levada eletrônica e participações especiais de Guilherme Kastrup, Edgard Scandurra,  Juliana Perdigão, entre outros.

Gênero: Pop

Link: http://www.laurawrona.com/


Bruno Perez – Diante do Espelho

 

 

 

 

 

 

 

Músico de Volta Redonda, cidade do Rio de Janeiro, Bruno Perez lança o EP Diante do Espelho, nome da faixa que abre o compacto, que assim como as outras cinco canções tem o amor como temática. As influências variadas garantem ao projeto uma pluralidade rítmica passando pelo tradicional pop rock, jazz, MPB, que se misturam de forma homogênea a poesias carregadas de sentimentos.

Gênero: MPB

Link: http://bit.ly/BrunoPerez


Pelos – Paraíso Perdido nos Bolsos

 

 

 

 

 

 

 

O álbum, produzido pela própria banda e o músico Fabrício Galvani, se caracteriza por uma liberdade criativa maior em relação aos trabalhos anteriores, que, apesar de ser um grupo de rock flerta com outras sonoridades como o soul e o afrobeat, também explora temáticas diversas nas letras, indo da política às relações pessoais. A banda mineira é composta por Robert Frank, Kim Gomes, Heberte Almeida, Joymar BCastro e Mamede.

Gênero: Rock

Link: https://pelos.bandcamp.com/album/para-so-perdido-nos-bolsos


Daniel Ayres – Falantes

 

 

 

 

 

 

 

Integrante da banda Palavra Cantada, o cantor e compositor Daniel Ayres apresenta o seu segundo disco solo 10 anos depois de lançar Desvenda-se. Apesar de fazer parte de um projeto infantil, este álbum não é voltado para crianças, nele o músico versa sobre os dilemas da vida, o amor, criticas a sociedade e até uma homenagem a cidade de São Paulo.

Gênero:  Rock/Pop/MPB

Link: https://danielayres.bandcamp.com/album/falantes


Rios Voadores – Rios Voadores

 

 

 

 

 

 

 

Influências múltiplas dos anos sessenta e setenta compõem o trabalho autoral desta banda de Brasília que mistura o rock’n’roll e o blues à descontração tropicalista. O grupo, formado há 5 anos, mostra em seu trabalho composições dos seus integrantes Gaivota Naves, Marcelo Moura, Tarso Jones, Hélio Miranda  e Beto Ramos.

Gênero: Rock

Link: https://riosvoadores.bandcamp.com/album/rios-voadores-2


Fabio de Carvalho – Sonho de Cachorro

 

 

 

 

 

 

 

Membro do coletivo artístico mineiro Geração Perdida – composto por músicos, poetas e artistas visuais – Fábio de Carvalho lançou o seu novo EP, Sonho de Cachorro. Melancólico e experimental, o EP tem cinco faixas autorais e traz as participações de Sentidor, em “Ver e Ser Visto” e de Sara Não Tem Nome, em “Deusa do Mar”. A produção é assinada por Fernando Bones (Aldan).

Gênero: Experimental

Link: https://fabiodecarvalho.bandcamp.com/releases


Graxa – Canções de Protesto

 

 

 

 

 

 

 

O cantor e compositor recifense Angelo Souza, o homem por trás do projeto Graxa, lança o seu terceiro disco, Canções de Protesto. Como o nome bem diz, as faixas compostas pelo próprio músico fazem criticas a certas atitudes da sociedade e aos protestos que ocorreram no país. O som transita pelo Folk e MPB.

Gênero: Folk/MPB

Link: https://graxa.bandcamp.com/album/can-es-de-protesto


Pântano – Vermelho

 

 

 

 

 

 

 

Depois de lançarem no ano passado o EP de estreia homônimo, o quarteto recifense – formado por Victor Serak, Gustavo Perylo, Diego Dornelles e Daniel Barreto – apresenta o seu segundo compacto, Vermelho. Influenciados por bandas como Crosby, Stills & Nash, Mutantes e Thin Lizzy, Pântano volta aos anos 70 em sua sonoridade.

Gênero: Rock

Link: https://pantanopantanopantano.bandcamp.com/album/ep-vermelho


Emicaeli – Pops

 

 

 

 

 

 

 

“PoPs é um disco nada linear, stoner, no-wave, psicodelia ou algo no meio disso tudo. 15 minutos de improbabilidades. Emicaeli foi formado no colégio, em 1996. São outros quatros trabalhos lançados desde então e turnês gringas. 20 anos sendo a banda mais desconhecida de SP, um anti-orgulho conquistado com muitos shows pelos submundos e nenhuma exposição. As artes de capa e contracapa são de Mark Shippy, guitarrista de bandas como US Maple, Shorty, Invisible Things, Miracle Condition e Secret Means of Escape. PoPs é a distopia”.

Gênero: Rock/ Grunge

Link: http://bit.ly/Emicaeli


Quarup – Quarup

 

 

 

 

 

 

 

“Um som brasileiro, mas cheio de influência gringa”. É desta forma que a banda paulista Quarup define a sonoridade do seu disco de estreia, que traz influencias que passam por Clube da Esquina, Mutantes e Fleet Floxes. Masterizado por Arhtur Jolly (Mahmed, Céu, Elza Soares) e lançado pelo selo Mono.Tune Records, o álbum tem 13 faixas, “Estrela da Manhã” conta com a participação especial de Ná Ozzetti.

Gênero:

Link: https://quarup.bandcamp.com/album/quarup


Bruna Mendez – O Mesmo Mar Que Nega a Terra Cede à Sua Calma

 

 

 

 

 

 

 

Uma das belas surpresas do ano na música popular brasileira, O Mesmo Mar Que Nega a Terra Cede à Sua Calma é o primeiro disco da goiana Bruna Mendez. Dotado de uma simplicidade e leveza, o álbum, que tem a produção do músico Adriano Cintra, revela em 11 canções um tom pessoal e orgânico.

Gênero: MPB

Link: https://brunamendez.bandcamp.com/releases


Brvnks – Lanches

 

 

 

 

 

 

 

Brvnks, ou simplesmente Bruna Guimarães, é uma banda de uma menina só. Com 20 anos, a goiana vem chamando a atenção na cena independente nacional por conta do seu EP Lanches, lançado no primeiro semestre de 2016. Um indie rock ensolarado com quatro divertidas faixas em inglês, que da vontade de escutar mais. O disco cheio dela promete.

Gênero: Indie Rock

Link: https://brvnks.bandcamp.com/releases


Maraú – Maraú

 

 

 

 

 

 

 

Duo paraense, formado pelos músicos Mateus Paes e Mateus Estrela, Maraú faz a estreia do seu primeiro disco homônimo. Com 10 faixas, todas de autoria da dupla, o álbum -gravado, mixado e masterizado por Estrela – aponta para a MPB e acerta pelo belo conjunto. Um bom nome para ficar de olho!

Gênero: MPB

Link: https://marauduo.bandcamp.com/releases


Alterego – Alterego

 

 

 

 

 

 

 

O primeiro álbum da Alterego é uma ode ao rock dos anos 90 e seu universo – altas distorções nas guitarras, pegada hardcore e melodias de voz com levadas pop. O disco, lançado pelo selo Refil Records, nasceu da cabeça do produtor Mário Coda (integrante da banda) e foi gravado com grandes amigos e composições que estavam guardadas há anos e que veem a luz do dia em Alterego. Além de Coda, o grupo é formado por Harry, Macel Teixeira e Renan Oliveira.

Gênero: Hardcore

Link: https://refilrecords.bandcamp.com/album/alterego


Unbelievable Things – Tributo a Laura Palmer

 

 

 

 

 

 

 

Tributo a Laura Palmer é o primeiro EP do duo Unbelievable Things, formado por Tim Fleming  e Jun Hirota. O lançamento, primeiro do selo NapNap, foi concebido depois da viagem de Tim aos EUA, que reuniu canções que tinha guardadas. Faixas que diga-se de passagem nada tem a ver com Laura Palmer. Todas as músicas por Unbelievable Things, exceto true love will find you in the end por Daniel Johnston.

Gênero: Lo-fi/ Rock

Link: https://unbelievablethings.bandcamp.com/releases


Chico Salem – Maior ou Igual a Dois

 

 

 

 

 

 

 

“Como uma canção que a gente canta desde que acorda até a hora de dormir”. É desta forma, destacada no refrão de “Obsessão”, que o segundo disco do cantor, compositor e instrumentista Chico Salem se achega aos ouvidos de quem escuta Maior ou Igual a Dois por inteiro. As letras são imagéticas, proporcionam viagens àqueles momentos que deveriam durar para sempre, mas, talvez, tenham ocorrido por uma fração de segundo. E como fala de encontros, o álbum traz participações especiais de Guizado, Manuela Azevedo, Marcelo Jeneci, Luê, Karina Buhr, Thiago França, entre outros.

Gênero: MPB

Link: https://chicosalem.bandcamp.com/releases


Caio Neiva – Sobre Coisas Mais Pesadas

 

 

 

 

 

 

 

Em menos de um ano o cantor e compositor de Porto Velho, Rondônia, Caio Neiva lançou dois EPs. Se em Coisas de Casa as canções eram mais fofas e giravam entorno do seu casamento, em Sobre Coisas Mais Pesadas a melodia açucarada é deixada um pouco de lado, apesar do amor ainda estar presente nas quatro faixas.

Gênero: Pop Rock

Link: https://caioneiva.bandcamp.com/album/sobre-coisas-mais-pesadas


Luisa & os Alquimistas – Cobra Coral

 

 

 

 

 

 

 

Com uma mistura de ritmos, sons e idiomas, Cobra Coral é a alquimia consumada, trazendo uma latinidade, pouco aflorada em nós, filhos da colônia portuguesa das Américas. Mas numa cidade que tem fama de não consagrar nem desconsagrar ninguém, ver um disco de uma banda potiguar cair nas graças do público do RN, já é mais do que suficiente para provar que Cobra Coral é um dos destaques de 2016.

Gênero: Latino

Link: https://luisaeosalquimistas.bandcamp.com/releases


Fish Magic – Sky High

 

 

 

 

 

 

 

O cantor e compositor Mário Quinderé (ex-Dead Poets), nome por trás do Fish Magic, depois do retorno positivo do primeiro disco do projeto, volta a cena com Sky Hig (Midsummer Madness). Com influências de bandas oitentistas como The Cure e R.E.M., o álbum traz 11 faixas, todas em inglês, com uma pegada indie rock e participações de Regis Damasceno (Cidadão Instigado), que assina a produção, e Laura Lavieri na folk “Landscape in the mist”.

Gênero: Indie Rock

Link: https://fishmagic.bandcamp.com/album/sky-high


Orchestra Binária – EP#02

 

 

 

 

 

 

 

Cinco anos se passaram desde que o primeiro o EP da Orchestra Binária foi lançado.  Esse hiato incomum, como eles mesmos afirmam, fez com que os cariocas voltassem em 2016 mais maduros e conscientes do caminho a seguir.  Produzido por Emygdio, responsável pelo baixo nas cinco faixas, o EP#02 conceitual, marcado por um som experimental.

Gênero:

Link: https://orchestrabinaria.bandcamp.com/album/ep-02


Bernardo Bravo – Coyoh

 

 

 

 

 

 

 

Carioca, radicado em Curitiba, o canto, compositor e produtor cultural Bernardo Bravo apresenta  o seu segundo trabalho solo, Coyoh.  Bem diferente do intimista Alerquim, lançado em 2013, o novo disco se volta para rock, post-rock e noise para falar da contemporaneidade, da política aos relacionamentos amorosos.

Gênero: Rock

Link: http://bit.ly/BernardoBravo


Varney – Fantasma

 

 

 

 

 

 

 

Em Fantasma, seu primeiro disco, a Varney visitou a filosofia, a rispidez das guitarras, as melodias vocais e instrumentais e explorou em todas as suas composições a língua portuguesa. Baseados no trabalho de Fernando Pessoa, que escreveu o poema “Tabacaria” sob uma de suas personalidades (a de Álvaro de Campos), a Varney compôs 11 temas que sonorizam as ideias deste incrível poema. A banda fluminense, nascida na cidade de Campos, é formada pelos irmãos Thiago e Rodrigo Corrêa, Bernardo Arenari e Bruno Soares.

Gênero: Rock

Link: https://varney.bandcamp.com/album/fantasma-2


Baztian – Wrong Side Of The Shore

 

 

 

 

 

 

 

Gravado em Maceió-AL no primeiro semestre de 2016, no Estúdio Popfuzz, Wrong Side Of The Shore é o primeiro disco da banda, que há quatro anos lançou o EP You Lovely Giant. Inspirado em grupos dos anos 90, como o Nirvana, o som transita entre o grunge e o emo, O álbum traz 11 faixas autorais com letras em inglês.

Gênero: Grunge/Emo

Link: https://baztian.bandcamp.com/


Renato Inácio – Limbo

 

 

 

 

 

 

 

Limbo é o segundo disco de Renato Inácio, que tem a companhia de Ricardo Blane (baixo/backing), Gledson Gomes (bateria). O álbum é um rock de garagem cru com letras que retratam o cotidiano urbano. Produzido pelo próprio artista em São Paulo e masterizado em Seattle por Chris Hanzek, que já trabalhou com Soundgarden, Melvins e Skin Yard. A capa “Alone I” é uma pintura da artista austríaca Soshana.

Gênero: Rock

Link: http://www.renatoinacio.com/index.php/download-musica


Chicó do Céu – Chicó do Céu

 

 

 

 

 

 

 

Depois de ter suas canções gravadas por bandas e artistas como Graveola e o Lixo Polifônico, Samuel Rosa (Skank), Gustavito, TiãoDuá e LG Lopes, Chicó do Céu resolveu mostrar o seu talento vocal. O resultado de dois anos de trabalho em estúdio e 15 anos de composições pode ser verificado em seu primeiro disco, que conta com oito faixas e algumas participações especiais.

Gênero: MPB

Link: http://bit.ly/doceucd


Gustavo Galo – O Sol

 

 

 

 

 

 

 

Dois anos depois do lançamento de ASA, Gustavo Galo lança seu segundo disco solo, Sol. Como sussurros a voz doce do também vocalista da banda Trupe Chá de Boldo da vida a canções de amor dotadas de sensibilidade. Além de faixas autorais, o álbum traz uma versão de Jorge Mautner. Assim como no trabalho anterior, a produção é assinada por Gustavo Ruiz.

Gênero: MPB

Lik: http://gustavogalo.com.br/


Artur Soares – Aruê

 

 

 

 

 

 

 

A música faz parte da vida de Artur Soares desde criança, quando aos 12 anos descobriu que seus poemas na verdade eram canções e pôs a sua voz nelas, pronto estava traçado o seu futuro. Abraçou a MPB e a partir daí lançou o seu disco de estreia, ganhou prêmios como o de melhor compositor no Hangar, o mais importante do Rio Grande do Norte. Em 2016 o músico apresenta o seu segundo álbum, Aruê, produzido por ele mesmo e coproduzido por Ricardo Baya.

Gênero: MPB

Link: http://www.artursoares.com/discos


Corcel Mágico – Primeiro Inverno

 

 

 

 

 

 

 

Primeiro Inverno é o nome do primeiro disco do quarteto carioca Corcel Mágico, formado por Vinícius Pavani, Dênis Pavani, Marcelo Guedes e Thiago Guimarães. O título do trabalho não é por acaso, foi no inverno de 2011 que as primeiras letras surgiram e o desejo de fazer disto algo verdadeiro e sincero aflorou. Inspirados na atmosfera crounty e bucólica, adotaram o Bluegrass e o Folk como sonoridade.

 Gênero: Bluegrass e o Folk

Link: https://corcelmagico.bandcamp.com/releases


Dreamline – Rain

 

 

 

 

 

 

 

“Um álbum conceitual, onde há uma grande mistura de sentimentos nas músicas”. Desta forma que a banda de metal paulista Dreamline – Iago Velludo, Felipe Francani, Felipe Malbet, Artur Ie, Mounir Sobh e Keyth Felix – formada por  define o seu primeiro disco Rain. Gravado no começo de 2016, no estúdio ProMix, o registro conta com sete faixas.

Gênero:

Link: https://dreamlineband.bandcamp.com/album/rain


Poltergat – Blanka

 

 

 

 

 

 

 

“Todo esse espírito de festa interminável, noites em claro, caos urbano, fobia pela monotonia e muita fumaça está condensado em Blanka, primeiro álbum cheio do trio Poltergat, lançado após trabalho esmerado em estúdio. No repertório são 10 faixas que passam na velocidade da luz. Blanka é um lançamento da Howlin’ Records e Sinewave e teve direção artística da equipe do Estúdio Aurora (SP)”.

Gênero: Rock

Link: https://poltergat.bandcamp.com/


Thiago David – Um caminho para Santiago

 

 

 

 

 

 

 

Um caminho para Santiago é fruto da viagem do músico Thiago David para Santiago de Compostela. Durante os nove dias em que fez o percurso de 202,5 km o cantor compôs as nove canções que fazem parte do álbum, de forma poética relata a experiência vivenciada. Além do disco, o projeto, que levou 1uatro anos para ser lançado, ganhou também um diário.

Gênero: MPB

Link: http://www.thiagodavid.com/santiago/


Macaco Bong – Macaco Bong

 

 

 

 

 

 

 

Macaco Bong é o mais novo lançamento do trio Macaco Bong. O álbum de oito faixas marca a estreia da nova formação da banda, que agora conta com Daniel Hortides no baixo e Daniel Fumegaladrão na bateria, acompanhando o já veterano Bruno Kayapy na guitarra. O disco traz o costumeiro som do trio misturando rock experimental, post-rock, jazz, metal, além da mistura de música nordestina com stoner. O lançamento é uma parceria dos selos +Instrumental e Sinewave.

Gênero: Rock Instrumental

Link: http://bit.ly/2hg4uCZ


Out of The Blue – Let’s Talk About Dreams

 

 

 

 

 

 

 

Let’s Talk About Dreams marca a estreia da banda de Limeira, interior de São Paulo, Out of The Blue. Como não poderia ser diferente, todas as 10 músicas são em inglês e trazem uma pegada rock, indo do bluegrass ao britrock, um som maduro e de qualidade. Maurício Bucci, Markinhos Cardoso, Leandro “Preu” Bosqueiro e Ari Barbosa são os músicos que dão voz ao grupo.

Gênero: Rock

Link: https://refilrecords.bandcamp.com/album/lets-talk-about-dreams


Beto Mejia – Wahyoob

 

 

 

 

 

 

 

Como forma de alento, não proposital, Beto Meija lança o seu segundo disco após o anúncio da pausa por tempo indeterminado da banda Móveis Coloniais de Acaju. Produzido em parceria com o músico conterrâneo Kelton Gomes, Wahyoob traz uma nova atmosfera ao trabalho do cantor e compositor, diferente do EP Abraço (2012). Menos intimista e mais plural, nesse trabalho o brasiliense aposta numa instrumentação mais pesada e canções ensolaradas.

Gênero: Pop

Link: http://www.betomejia.com.br/


Sammliz – Mamba

 

 

 

 

 

 

 

Após comandar o vocal da banda de metal paraense Madame Saatan por 11 anos, a cantora Sammliz resolveu se aventurar em carreira solo. A estreia veio com o álbum Mamba, lançado pelo Natura Musical, No disco a compositora mantem a essência do Rock, mas misturada com eletrônica dark, uma pegada bem diferente do que fazia, mas que se encaixou bem com as suas composições.

Gênero: Rock

Link: http://bit.ly/Sammliz


Ruspô – Dourados

 

 

 

 

 

 

 

Três anos depois de lançar o seu primeiro disco, Esses Patifes, Ruspô, projeto musical do jornalista Ruy Sposati, volta a cena com o crítico Dourados, lançado pelo selo Um Distante Maestro Discos. Gravado de forma independente durante as suas viagens de trabalho, o álbum segue no esquema lo-fi tropical, a partir de samples, loops, colagens e instrumentos de software.

Gênero: Eltrônico

Link: http://bit.ly/RuspoDourados


Bagunço – Caos, Cosmos e Damião

 

 

 

 

 

 

 

Para uma banda independente lançar um disco já é complicado, imagine então se o seu primeiro álbum for um duplo!? A ousadia, fruto de uma campanha de crowdfunding bem-sucedida, tem nome: Caos, Cosmos e Damião. Cada disco traz uma personalidade, indos do caos a tranquilidade. E como o nome da banda já revela, o som dos cariocas é uma bagunça, mas muito bem organizada e harmônica.

Gênero: Instrumental

Link: http://bit.ly/Bagunço


Stone Breeze – Stone Breeze

 

 

 

 

 

 

 

“Depois de 20 anos de estrada com a banda Hanagorik, Tuca Araújo, Tontonho Gomes e Jones Sena decidiram desbravar novos horizontes musicais e trilhar novos caminhos. Para isso, convidaram Eduardo Souza. O nome Stone Breeze vem sintetizar o que a banda se propõe a fazer, isto é, um rock livre de rótulos e classificações”.

Gênero: Rock

Link: https://stonebreeze.bandcamp.com/releases


República Popular – Lis

 

 

 

 

 

 

 

Em seu novo trabalho os amazonenses da República Popular fazem uma homenagem as mulheres reais que têm a história entrelaçada com os membros da banda. Todas as sete canções foram batizadas com nomes femininos. Por conta disso, cada faixa traz uma personalidade sonora diferente, mas com uma essência Pop forte.

Gênero: Pop

Link: https://republicapopular.bandcamp.com/album/lis


Godasadog – Escorpião

 

 

 

 

 

 

 

“No novo álbum, a dupla formada por Victor Meira, vocal da Bratislava, e pelo produtor Adam Matschulat traz um tom distante, como se conversasse com o oculto, o duvidoso, o estranho, costurando percepções sugeridas. Produzido à distância, com Victor em São Paulo e Adam em Londres, o disco foi criado por meio de inúmeras reuniões online”.

Gênero: Eletrônico

Link: https://godasadog.bandcamp.com/album/escorpi-o


Circo Motel – Auê

 

 

 

 

 

 

 

Na levada do rock soul tropical, a banda Circo Motel pede passagem para o seu segundo álbum, Auê. Produzido por Cris Scabel (Bixiga 70), o álbum mistura funk e soul em 10 canções dançantes e cheias de groove. O sucessor de Sobre Coiotes e Pássaros (2011) foi lançado pelo selo Traquitana Music.

Gênero:

Link: http://www.circomotel.com.br/


Catavento – CHA

 

 

 

 

 

 

 

Dois anos depois de lançar o seu primeiro disco, o Catavento traz ao mundo CHA. Enérgico, psicodélico e experimental, o novo trabalho dos gaúchos de Caxias do Sul é uma viagem a um universo particular alucinante. Assim como Lost Youth Against The Rush, CHA é um lançamento do selo Honey Bomb Records.

Gênero:

Link: https://catavento.bandcamp.com/album/cha


Fetuttines – Impossível Só

 

 

 

 

 

 

 

Os Fetuttines reúne dois músicos conhecidos da cena musical de Natal, Luiz Gadelha (Talma&Gadelha) e o inquieto Anderson Foca (além de também integrar as bandas Camarones Orquestra Guitarrística e Five Minutes To Go, comanda o selo e o festival DoSol).  O duo faz um som pop eletrônico com referências que passam pelo eletrônico francês, Marina Lima e beats. O disco, que tem o amor como temática central, traz as participações especiais de Teago, do Maglore e da cantora potiguar Camila Masiso.

Gênero: Pop

Link: http://bit.ly/Fetuttines


Stoyca – Ninguém Estava Aqui

 

 

 

 

 

 

 

Formada por Waltz, Toddy, Verlz e Rafa, Stoyca é uma banda de Brasília, que desde 2013 faz música que une influência brasileira a uma sonoridade contemporânea. Ninguém Estava Aqui é o primeiro disco do grupo e traz 10 faixas que tratam de temas bem atuais.

Gênero:

Link: http://ninguemestavaaqui.com.br/


Kalamaha – Nó Samsara

 

 

 

 

 

 

 

Nó Samsara é o primeiro disco dos cariocas da Kalamaha. Com 10 canções, na sua maioria em inglês, o duo Rodrigo Abud  e Salvador Camino aposta no Rock alternativo, com guitarras sujas e toques de blues e rock clássico. Lançado pelo Circuito Ambrosia, o álbum contou com as participações de Bruno Schulz (acordeão), Diego Sanchez (baixo), Fernando Dias (percussão) e Mari Milani (voz).

Gênero: Rock

Link: http://kalamaha.com/no-samsara/


Hugo Santos – Hugo Santos

 

 

 

 

 

 

 

O cantor e compositor Hugo dos Santos lança seu primeiro disco homônimo depois de dois anos de produção. Produzido por Haley Guimarães, o álbum conta com a participação da banda instrumental Burro Morto. A reunião do teresinense com os paraibanos revela uma sonoridade voltada para o Rock, mas com um leve flerte com o Pop.

Gênero:

Link: https://hugodossantos.bandcamp.com/releases


Pedro Flores – Pedro Flores

 

 

 

 

 

 

 

Pedro Flores é um músico de Belo Horizonte que lança agora em novembro seu primeiro álbum, pela Geração Perdida de Minas Gerais. São oito músicas autorais gravadas em duas tardes do mês de outubro de 2016, ao vivo em estúdio, usando apenas a voz e a viola caipira. A música caipira de raiz, fonte em que o artista bebe diretamente, ganha aqui uma nova e atual roupagem, tratando de temas urbanos, políticos e pessoais, com uma abordagem fortemente influenciada pelo folk americano dos anos 60”.

Gênero: Folk

Link: http://pedroflores.bandcamp.com/album/pedro-flores


Moons – Songs of Wood & Fire

 

 

 

 

 

 

 

“Moons é uma banda de um homem só do músico mineiro André Travassos. Depois de seis anos integrando o Câmera, banda de indie rock conhecida por um dos melhores discos nacionais de 2014, André decidiu dedicar tempo e esforço em um projeto novo, que flerta com folk, space rock e pitadas de música brasileira”.

Gênero:  Indie Rock

Link: https://listentomoons.bandcamp.com/releases


Bicho Branco Polse – Bicho Branco Polse

 

 

 

 

 

 

 

“Bicho Branco Polse é um álbum sensorial, de amor, dor, erotismo. É sobre a vida transmutável em experiência, imagem e poesia através de relatos sobre um estar no mundo ímpar, sem contornos simples, com a bravura de querer perceber a vida com atenção, com cuidado, com coragem, com delicadeza, fazendo emergir uma paisagem sonora e imagética”.

Gênero:

Link: http://www.bichobrancopolse.com/


JP Cardoso – Submarine Dreams

 

 

 

 

 

 

 

Submarine Dreams marca a estreia do mineiro JP Cardoso. Produzido pelo próprio músico e por Leonardo Marques (Transmissor), o disco é um resgate a uma sonoridade psicodélica guiada por letras em inglês, com referências no indie rock dos anos 2000 e a surf music dos anos 60, destiladas em 10 canções com um clima nostálgico. O álbum foi lançado pelo selo La Femme Qui Roule.

Gênero: Rock

Link:  https://jpcardoso.bandcamp.com/releases


Teach Me Tiger  – Two Sides

 

 

 

 

 

 

 

O encontro entre a brasileira Chris Martins com o belga Yannick Falisse acabou virando música. Radicada em Belo Horizonte, a dupla lançou pelo selo La Femme Qui Roule o seu primeiro álbum, Two Sides. Com dez faixas autorais e letras em inglês, o disco passeia pelo rock, trip hop, indie e dream pop. O músico mineiro Victor Magalhães, que já passou pelo Som do Som, participou da gravação.

Gênero:

Link: https://teachmetiger.bandcamp.com/releases


Luan Bates – Listen Up, Mates

 

 

 

 

 

 

 

Integrante da banda potiguar Seu Ninguém (que também está aqui na lista), Luan Régio, aka Luan Bates, mostra o seu trabalho solo com o EP Listen Ups, Mates. Com uma proposta diferente, Bates aposta em letras em inglês e uma sonoridade que caminha para o rock britânico. Este é o terceiro lançamento da sua gravadora, a Nightbird Records.

Gênero: Rock

Link: https://luanbates.bandcamp.com/album/listen-up-mates-ep


It Girl – Aterro

 

 

 

 

 

 

 

Após quatro EPs lançados nos cinco anos de carreira, a banda cearense It Girl apresenta o seu primeiro álbum, Aterro (Tape Oca Records). Com uma sonoridade dançante e ensolarada, as 12 canções passeiam pelo indie pop/rock. Apesar do nome, o grupo é formado apenas por meninos – Pedro Fialho, Yuri Lobato, Anatole Nogueira, Ricardo Arraes e Cícero Nacimento. Som que irá agradar e muito quem curte Two Door Cinema Club, Strokes, Los Hermanos e Tereza.

Gênero: Indie Pop

Link: https://itgirlnarua.bandcamp.com/album/aterro-2


Marina Melo – Soft Apocalipse

 

 

 

 

 

 

 

Produzido de forma independente por Gabriel Serapicos, Soft Apocalipse é o primeiro disco da cantora e compositora Marina Melo. O álbum reúne 13 faixas autorais marcadas pela suavidade e leveza, mas sem deixar de tocar nas feridas de questões contemporâneas. A canção “Adulto” traz a participação especial de Zeca Baleiro.

Gênero: MPB

Link: http://www.marinamelo.com.br/


Ítallo – Casa

 

 

 

 

 

 

 

Depois de liderar o projeto Alfabeto Numérico, o cantor e compositor alagoano, Ítallo França resolveu se dedicar a sua carreira solo lançando o disco Casa. Acompanhado de um violão, o músico aposta numa sonoridade suave, harmônica, literária e intima. Estilo que vai agradar quem curte o som do Cícero.

Gênero: MPB

Link: https://onerpm.com/album/8095159522


O Grande Ogro – Discurso para mentes em silêncio

 

 

 

 

 

 

 

Com cinco anos de carreira, a banda O Grande Ogro faz um som instrumental com viés experimental e rock noise. Depois de lançar dois discos, o grupo – formado por André Astro, Cesar Carlos e Dija Dijones – volta com o Discurso para mentes em silêncio, gravado entre os meses de abril e agosto deste ano.

Gênero: Instrumental

Link: http://bit.ly/OGrandeOgro


Felipe Alvim – Beijos

 

 

 

 

 

 

 

Mineiro de Juiz de Fora, Felipe Alvim é um obstinado em fazer música. Apesar de ter passado por vários percalços, nunca desistiu de tentar de seguir carreira solo. Três anos depois de lançar o EP Zero, o cantor e compositor apresenta o seu primeiro disco, Beijos. De forma intima, entrega aos ouvintes seus pensamentos em canções autorais. Um disco pop, dançante, introspectivo e praiano, este um possível resquício do tempo em que morou no Rio de Janeiro.

Gênero: Pop

Link: https://filipealvim.bandcamp.com/


Amsteradio – Precisamos Sair de Casa

 

 

 

 

 

 

 

Preciso Sair de Casa é o segundo álbum dos cariocas da Amsteradio. Mais madura e com um novo baterista, saiu Antonio Cheski e entrou Leonardo Menescal, a banda neste novo trabalho faz um passeio pelo Lo-fi, noise, experimental, punk, em 10 faixas com letras diretas e sensibilidade Pop. Desde sua formação, Gabriel Franco, Igor Duarte compõe o trio.

Gênero: Rock

Link: http://bit.ly/2gExaF8


Chapa Mamba – Remoto

 

 

 

 

 

 

 

Lançado pela Chupa Manga Records, Remoto é o quarto álbum da banda carioca Chapa Mamba. Neste novo trabalho, o projeto do vocalista, guitarrista e compositor Estêvão Vieira investe novamente numa pegada lo-fi, com umas pitadas de rock e bossa, e muitas canções são instrumentais.

Gênero: Lo-fi

Link: https://chapamamba.bandcamp.com/


Great Way to Get Money – Síntese

 

 

 

 

 

 

 

Primeiro EP dos gaúchos da Great Way to Get Money, Síntese traz cinco faixas autorais em português e inglês com uma sonoridade que mistura o rock alternativo com o britânico, somados a riffs, distorções e psicodelias. Com apensas um ano de formação, a banda é composta por Pedro Fucks, Arthur Maboni, Carlo Vanoni, Daniel Gonçalves e Eduardo Cury.

Gênero: Rock

Link: https://greatwaytogetmoney.bandcamp.com/album/s-ntese


Irmão Victor – Passos Simples Para Transformar Gelatina em um Monstro

 

 

 

 

 

 

 

Irmão Victor é uma banda de um homem só, mas precisamente de Marco Benvegnú. O músico de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, lançou o seu segundo álbum, Passos Simples Para Transformar Gelatina em um Monstro. Composto e gravado pelo próprio artista, o trabalho segue o caminho do rock experimental.

Gênero: Experimental

Link: http://bit.ly/IrmaoVictor


Véi Guega – Cadê?

 

 

 

 

 

 

 

Cadê? Poderia ter sido a pergunta que os fãs e admiradores da banda de Brasília Véi Guega faziam em relação ao primeiro disco do grupo, quase isso! Na verdade é justamente o título do álbum de estreia do grupo formado por Guilherme Machado, Erich Cabral, André Nunes, Lucas Gonçalves, Thiago Ribeiro e Filipe Dutra. O registro traz nove faixas que misturam rock, baião, samba, reggae e até bolero. A miscelânea pode causar estranheza, mas deu um bom caldo.

Gênero: Rock/ Baião/ Samba/ Reggae/Bolero.

Link: http://www.veiguega.com.br/


Rebel Machine – Nothing Happens Overnight

 

 

 

 

 

 

 

Nothing Happens Overnight é primeiro registro fonográfico d banda gaúcha Rebel Machine. Composto por oito faixas ao longo de 33 minutos, o grupo, formado por Marcelo Pereira, Murilo Bittencourt, Marcel Bittencourt e Chantós Mariani, faz um som com uma pegada rock clássica de uma banda veterana. Pauleira do inicio ao fim.

Gênero: Rock

Link: http://bit.ly/RebelMachine


Seletores de Frequência – SF

seletores-de-frequencia

 

 

 

 

 

 

 

Seletores de Frequência, banda que acompanha o rapper Bnegão desde seu primeiro disco solo, estreia o EP instrumental com quatro faixas cheias de swing, misturando Funk com Soul, Reggae, Dub, Afro e Jazz. O grupo é formado por Pedro Selector (trompete), Fabiano Moreno (guitarra), Fabio Kalunga (baixo) e Robson Riva (bateria). Completam o time dois amigos de longa data: Sandro Lustosa (percussão) e Marco Serragrande (trombone).

Gênero: Instrumental

Link: https://seletores.bandcamp.com/


Fernando Holanda – Eu Nem Sabia

fernando-holanda-eu-nem-sabia

 

 

 

 

 

 

 

MPB, samba e blues, o novo trabalho do cantor, compositor e violonista carioca Fernando Holanda carrega um pouco de cada ritmo. Eu nem sabia traz quatro faixas autorais com uma levada que cairia muito bem com um fim de tarde em alguma praia do Rio. Destaque para “Feliz Assim” que inclui versos do refrão de “Felicidade”, de Fábio Junior.

Gênero: MPB

Link: https://fernandoholanda.net/


Felix Robatto – Belegue Banger

felix-robatto

 

 

 

 

 

 

 

Saudades de riscar o salão ao som da Lambada? Esse ritmo quente e sensual volta a ganhar destaque com o novo disco de Felix Robatto. O paraense mergulhou fundo na origem deste gênero, que surgiu no norte do país e ganhou projeção nos anos 80.  O animado disco traz 12 canções autorais prontas para dançar.

Gênero: Lambada

Link: http://bit.ly/FelixRobatto


The Baggios – Brutown

the-baggios-brutown

 

 

 

 

 

 

 

O terceiro disco da carreira do duo sergipano gira entorno de uma cidade a beira do caos. Qualquer semelhança com o país, não é mera coincidência, os temas dialogam com o cotidiano de violência em tempos sombrios no Brasil e no mundo. Timbres de guitarra sensivelmente influenciados por Tony Iommi, mas num Sabbath que descansa o corpo e bota a cabeça pra funcionar, trilhando um caminho semi-conhecido dão o tom das 12 faixas.

Gênero: Rock

Link: http://www.thebaggios.com.br/


Lestics – Torto

lestics

 

 

 

 

 

 

 

Nove anos depois de lançarem o seu primeiro disco, o Lestics apresenta Torto. Se nos outros trabalhos – com sonoridade mais próxima do pop – flertavam com o Rock, em seu sétimo álbum assumem de vez esse lado rocker. A realidade é o mote para as nove faixas, que foram compostas em estúdio, ao longo de nove ensaios e gravadas ao vivo.

Gênero: Rock

Link: http://www.lestics.com.br/download.html


Ema Stoned – Live From Aurora

emastoned

 

 

 

 

 

 

 

Live From Aurora marca o encerramento do clico do primeiro disco da banda, intitulado Gema, lançado em 2013. Gravado no Estúdio Aurora, em São Paulo, o novo trabalho do trio – Sabine Holler, Alessandra Duarte e Jéssica Fulganio –  traz cinco canções do álbum de estreia e a inédita, “Emanuelle”.

Gênero: Experimental/ Stoner Rock

Link: https://emastoned.bandcamp.com/album/live-from-aurora


CCOMA – Subtropical

ccoma-1

 

 

 

 

 

 

 

O quarto disco dos gaúchos Luciano Balen e Roberto Scopel promove uma divertida gambiarra sonora ao incorporar músicas de raiz de diferentes regiões da América do Sul ao som de sintetizadores. Entre as 10 faixas do disco, o duo traz uma releitura fankeada e dançante do sucesso de Guilherme Arantes na voz de Elis Regina, “Aprendendo a Jogar”, que na versão da dupla teve o vocal da cantora Etiene Nadine.

Gênero: Latino/Eletrônico

Link: http://bit.ly/CCOMASubtropical


VigárioZ – 1

vigarioz

 

 

 

 

 

 

 

A mistura bem sucedida de Rap com o Rock adotada pelo Planet Hemp, na década de 90, encontrou ecos por diversos lugares do país, Limeira, interior de São Paulo, é um deles. É de lá que vem a banda VigárioZ. Formado pelos  MCs Cry, Bebeto e Bugil, Crodão (bateria), Bidu (baixo) e Cosmo Curiz (guitarra), o grupo lança o seu primeiro disco com 10 faixas cheias de beats.

Gênero: Rap Rock

Link: https://vigariozcrodalien.bandcamp.com/releases


Janu – Lindeza II

janu-lindeza-ii

 

 

 

 

 

 

 

Dando continuidade ao disco lançado no ano passado, Lindeza II apresenta uma pluralidade sonora cheia swing, latinidade e regionalismo, para embalar e se embolar na dança. O novo trabalho do alagoano Janu traz seis canções autorais e conta com a participação especial do cantor Wado, em “Ciranda Anti-Saudade”.

Gênero: Latino

Link: http://bit.ly/LindezaII


Dharma – A Cor do Céu Mudou

dharma_a-cor-do-ceu-mudou

 

 

 

 

 

 

 

Após um hiato de quase 12 anos, os alagoanos da Dharma voltam a ativa com o disco A Cor do Céu Mudou.  Liderada por Gustavo Guri, a banda, em 10 faixas, disserta sobre variados temas como a vida, ilusão e solidão, numa atmosfera densa, embaladas pelo rock, grunge e stoner.

Gênero: Rock

Link: http://www.bandadharma.com.br/


Tem Amor – Tem Amor

tem-amor

 

 

 

 

 

 

 

Como o nome da banda anuncia, o amor está presente no trabalho dos cariocas: Ramon Matheus, Julio Raposo, Ébano Machel, Zé Mario e Bubu Silva. E é ele o fio condutor das cinco canções do EP de estreia do grupo, que tem a produção de Rodrigo Suricato (vocalista da banda Suricato).

Gênero: MPB/Rock

Link: http://bit.ly/EPTemAmor


Mari Blue – Fruto da Flor

mari-blue

 

 

 

 

 

 

 

O segundo disco da mineira, radicada no Rio de Janeiro, apresenta um Pop refinado, com toques de Rock, blues e jazz que embalam letras confessionais e irônicas. A produção musical é assinada pelo violoncelista italiano Federico Puppi, que há quatro anos divide com Mari Blue o projeto “Duo Dois”.

Gênero: Pop

Link: https://goo.gl/bqNVLq


Rafael Pondé – U.A.S • United Americas of Sound

rafael-ponde-uas

 

 

 

 

 

 

 

O novo trabalho de Rafael Pondé faz um passeio pelos caminhos sonoros das Américas convergindo os elementos e culturas musicais típicas, produzindo um som rico e plural. Em U.A.S • United Americas of Sound, o músico apresenta 11 canções autorais cantadas em português e inglês.

Gênero: Latino

Link: https://soundcloud.com/rafaelponde/sets/uas-united-americas-of-sound


Felipe Neiva – mEu EP ou À Vida e Seu Potencial Sarcástico Infinito

felipe-neiva

 

 

 

 

 

 

 

“O vocal simples e rústico de Felipe Neiva retorna no mEu EP ou À Vida e Seu Potencial Sarcástico Infinito, quarto trabalho da carreira do músico. Sua aparição se deu em 2013 com canções em inglês e um jeitão descolado e alternativo. Produzido por Neiva e Victor Oliver, o EP atual traz cinco faixas e coroa um trabalho que teve muita influência da vida acadêmica, onde Neiva obteve inspiração para escrever canções introspectivas e técnicas”.

Gênero: Experimental

Link: https://lixorecords.bandcamp.com/album/meu-ep-ou-vida-e-seu-potencial-sarc-stico-infinito


Da Penha – Da Troça ao Trampo

da-penha

 

 

 

 

 

 

 

“Um som urbano em músicas pra quem anda de ônibus lotado e enfrenta uma dura semana de trabalho”. É desta forma que os mineiros do grupo Da Penha definem o seu primeiro disco. As 11 canções versam sobre o dia a dia, seja de forma critica, introspectiva ou mesmo irônica, em um Pop Rock alto astral que flerta com o samba e com o punk.

Gênero: Rock

Link: https://soundcloud.com/banda-dapenha/sets/da-troca-ao-trampo-1


Longo Agosto – Longo Agosto

longo-agosto

 

 

 

 

 

 

 

Formado pelos músicos Felipe Longhi (voz, baixo e teclados), Augusto Bornhausen (voz e guitarras) e Marcelo Pinheiro (bateria), o grupo porto-alegrense Longo Agosto lançou o EP homônimo, contendo três canções que buscam prolongar a estação mais fria do ano, o inverno. Um Rock melancólico, mas longe de ser tedioso, com riffs de guitarra na dose certa que ajudam na expressão e no desenho das melodias.

Gênero: Rock

Link: https://longoagosto.bandcamp.com/releases


Joaquim Izidro – Grão de Mundo

joaquim-izidro-grao-de-mundo

 

 

 

 

 

 

 

Depois de três anos de produção, nasce o Grão de Mundo, novo trabalho do pernambucano Joaquim Izidro. Com 10 músicas (oito composições próprias e duas parcerias), o álbum se volta para a fragilidade humana em letras e melodias suaves.

Gênero: MPB

Link: http://joaquimizidro.com.br/graodemundo/


Errorama – Todas as Coisas que Eu Acho que Sei

errorama

 

 

 

 

 

 

 

Produzido pelo guitarrista do Charme Chulo, Leandro Delmônico, Todas as Coisas que Eu Acho que Sei (NapNap Records) é o primeiro disco dos paranaenses da errorama. Influenciados pelos seus conterrâneos e  The National, Gustavo Ferreia, Saulo Giovani, Fabio Silva, Tiago Silva e José Jr fazem um som que transita pelo pós punk, rock alternativo e lo-fi.

Gênero: Rock

Link: https://napnaprecords.bandcamp.com/album/todas-as-coisas-que-eu-acho-que-sei


Erotic Travelers – Erotic Travelers

erotic-travelers

 

 

 

 

 

 

 

Erotic Travelers é o resultado do trabalho de conclusão de curso de Design Gráfico, pela UEMG, do cantor e compositor Vinícius Fonseca. O primeiro disco do mineiro conta com oito faixas com letras em inglês, que demonstram clara influência do brit rock.

Gênero: Rock

Link: https://erotictravelers.bandcamp.com/


Greyskull Chapel – Resilience

greyskull-chapel

 

 

 

 

 

 

 

“Centrado na temática que relaciona o explorador (e o universo da exploração) e o sujeito (em seu respectivo cativeiro), Resilence vislumbra o levante/despertar coletivo”. Desta forma a banda de metal alternativo Greyskull Chapel define o seu novo EP. Arthur Zarpelon (vocal/guitarra), Daniel Ribeiro (guitarra/vocal), Douglas Oliveira (bateria) e Thiago Veiga (baixo) são os nomes por trás  desse som pesado.

Gênero: Metal

Link: http://www.greyskullchapel.com/


Rieg – Leave it To Me

rieg-leave-it-to-me

 

 

 

 

 

 

 

Enquanto finalizam o primeiro disco, os paraibanos da Rieg resolveram soltar uma prévia em formato de EP com três faixas. A pequena amostra já da para criar uma expectativa positiva. A banda neo-soul/triphop é formada por Rieg Rodig (vocal-sampler-synth), Jesi (baixo) e Nildo Gonzales (bateria)

Gênero: neo-soul/triphop

Link: https://soundcloud.com/rieg/sets/leave-it-to-me-ep


Os Gianoukas Papoulas – Olinka Stutz (Nós que nos amávamos tanto)

os-gianoukas

 

 

 

 

 

 

 

O nome da banda pode ser complicado e você pode até não conseguir gravar, mas do som irá lembrar com certeza. Letras e melodias cativantes com uma pegada mais Pop, mas com elemento de outros gêneros.  O grupo que lançou o seu disco de estreia em 2005, Panorâmica, e depois encerrou as atividades, volta a cena com Olinj Stutz (como gostam de títulos diferentes) e nova formação. Olavo rocha (também vocalista da Lestics) segue no comando na companhia de Felipe Rezende, Luiz Miranda, Pedro Canales e Umberto Serpieri.

Gênero: Pop

Link: http://www.gianoukaspapoulas.com.br/


Retalho – Incertezas

retalho-incertezas

 

 

 

 

 

 

 

Retalho é um duo de Americana-São Paulo, formado por Jessé Oliveira e Eduardo Camargo, que constroem melodias que misturam instrumental orgânico e MIDI. Através de percussões, samples e loops com texturas variadas, a dupla viaja por diversos estilos sonoros. Lançado pelo selo gaúcho NAS, Incerteza é o primeiro disco da dupla.

Gênero: Eletrônico

Link: https://somosnas.bandcamp.com/album/incerteza-nas022


Patricia Bastos – Batom Bacaba

patricia-bastos-batom-bacaba

 

 

 

 

 

 

 

A brasilidade envolta ao regionalismo. O disco apresenta os ritmos do Amapá como o batuque, o marabaixo e o cacicó, por meio de 13 canções, algumas compostas exclusivamente para o álbum, outras garimpadas nos repertórios de compositores da região norte do país como Joãozinho Gomes e Paulinho Bastos e também dos paulistas Dante Ozzetti e Luiz Tatit, que ganharam arranjos especiais para esse trabalho.

Gênero:

Link: http://bit.ly/PatriciaBastos


Winter waves – Bee and Bee

winter-waves

 

 

 

 

 

 

 

Formada em 2014 por Jeff Augusto (guitarra e voz), Renan Cortez (baixo) e Iza Martuchelli (bateria), a banda carioca Winter Waves tem como principais influências a psicodelia dos anos 60 e o rock alternativo das décadas seguintes. Recentemente os cariocas lançaram seu disco de estreia, intitulado Bee and Bee, pelo selo TBTCI Records.

Gênero: Rock

Link:  http://goo.gl/II74Hj


Thiago Nassif – Três

thiago-nassif-tres

 

 

 

 

 

 

 

Como o título revela, Três é o terceiro disco do músico e compositor, Thiafo Nassif. Com 10 faixas, o disco experimenta diversas sonoridades, a partir da musica eletrônica e Noise. O novo trabalho tem aprodução musical de Arto Lindsay e participações especiais de Domenico Lancellotti, Marcelo Callado e Negro Leo, entre outros.

Gênero: Experimental

Link: http://thiagonassif3.tumblr.com/


Alderia – Banho

alderia-ep-banho

 

 

 

 

 

 

 

Formada há menos de um ano pelos ex-integrantes das bandas Supercolisor e Luneta Mágica – Zé Cardoso (vocal e guitarra), Diego Souza (baixo, synths e voz) e Viktor Judah (bateria e voz), Alderia faz a sua estreia autoral com o EP Banho. O grupo amazonense reúne as suas experiências e influências musicais para produzir um som renovado, no limiar entre o pop e o alternativo.

Gênero: Pop

Link: https://soundcloud.com/alderiaoficial/sets/banho


Hotel Dolores – Hotel Dolores

hotel-dolores-hotel-dolores

 

 

 

 

 

 

 

Apesar de recém-formada, a banda Hotel Dolores carrega uma bagagem musical advinda dos seus integrantes Leonardo Palhano e Bruno Alexandre ( ambos ex- Projeto Trinca), além de Renan Ramalho, Dudu Carneiro e Victor Albuquerque. Essa experiência dos natalenses está exposta no som que mescla diferentes influências que vão desde Roberto, Erasmo Carlos, MopTop, Volver até Strokes. O primeiro EP chega com quatro faixas.

Gênero: Rock

Link: https://hoteldolores.bandcamp.com/releases


Fuss – Rizomas

cover-01

 

 

 

 

 

 

 

Inspirado na série de obras da artista plástica Sílvia Rodrigues, Rizomas, o primeiro EP dos gaúchos de Canoas pretende fazer com que o ouvinte mergulhe e se sinta parte das canções. Isto através de letras autorais e um som influenciado por Strokes, Arctic Monkeys e grandes bandas do Rock nacional.

Gênero: Rock

Link: http://bit.ly/fussrizomas


Tássia Reis – Outra Esfera

tassia

 

 

 

 

 

 

 

Um das grandes revelações do Rap nacional, Tássia Reis mostra a sua autenticidade em rimas bem desenvolvidas e sinceras, explorando a singularidade das suas histórias pessoais e de seu arredor. Com produções de Dia, Grou, Tuchê e Renan Samam, o álbum conta a participação de Sefanie.

Gênero: Rap

Link: https://onerpm.com/album/7833425441


Esdras Nogueira – NaBarriguda

 

 

 

 

 

 

 

Aproveitando o hiato da Moveis Coloniais de Acaju, o saxofonista Esdras Nogueira apresenta o seu segundo disco solo, NaBarriguda. O álbum conta com cinco composições autorais e em parceria com o gutiarrista Marcus Moraes,  mais “O Mundo é um Moínho” de Cartola, “Lôro”de Egberto Gismonti, e “Capricho de Raphael” de Hamilton de Holanda.

Gênero: Instrumental

Link: https://soundcloud.com/esdrasnogueira/sets/nabarriguda-esdras-nogueira-1


Murilo Sá – Durango

murilo-sa

 

 

 

 

 

 

 

 

Em Durango, o cantor e compositor, Murilo Sá explora todo o seu catálogo de referências, flertando com a estética de várias épocas e criando certa pluralidade ao disco.  Produzido pelo próprio músico, o álbum aborda um vasto cenário, desde a vida noturna até a poesia nonsense. Destaque para “De Volta à Rua da Solidão”.

Gênero: Rock

Link: http://www.murilo-sa.com/


Aila – Em cada Verso um Contra-Ataque

aila

 

 

 

 

 

 

 

Bem atual, o segundo disco da cantora Aila é direto e certeiro. Alinhada com as questões sociais, a paraense resolveu registrar e ampliar, através de nove canções, a sua exaltação ao feminismo, ao LGBT e todas as formas de amor, além de disparar contra o racismo. Tudo isso embalado por um pop dançante com uma pitada regional. O cantor e compositor Lucas Santtana é quem assina a produção.

Gênero: Pop

Link: http://bit.ly/EmCadaVersoUmContraAtaque


Larissa Luz – Território Conquistado

larissaluzterritorioconquistadocapa

 

 

 

 

 

 

 

“A mulher negra, suas conquistas, força, fé, afirmação, estética. Esses são os pontos de partida do álbum Território Conquistado (Natura Musical), segundo da carreira solo da cantora e atriz Larissa Luz”. Inspirado em importantes mulheres negras do cenário artístico mundial, o álbum traz a participação de Elza Soares e Thalma de Freitas.

Gênero:

Link: http://bit.ly/TerritorioConquistado


Metá Metá – MM3

meta-meta-mm3

 

 

 

 

 

 

 

Gravado ao vivo entre os dias 21 e 23 de março de 2016, no estúdio da Red Bull Station (SP), o terceiro álbum do Metá Metá, MM3, apresenta fortes influências da África do Norte, de países como Marrocos, Etiópia, Niger e Mali. O novo trabalho traz em sua sonoridade “muita flexibilidade, dinâmica e improvisação, buscando ser fiel à sensação de êxtase, catarse e transe que o grupo transmite em seus shows”.

Gênero:

Link: http://www.metametaoficial.com.br/


Larissa Baq – Voa

larissa-baq-voa-capa

 

 

 

 

 

 

 

Lançado no começo do ano, • v o a • é o primeiro álbum da cantora, compositora e instrumentista Larissa Baq. De voz suave, mas cheia de atitude, a francana assina todas as 11 composições, além da produção do disco, que ela divide com o austríaco Michael Ruzitschka.

Gênero: MPB

Link: https://goo.gl/O5wB7Q


 Wander Wildner Y Sus Comancheros – Wanclub

wander-wildner

 

 

 

 

 

 

 

Um dos ícones do Rock gaúcho, Wander Wildner resolveu dar um presente aos fãs ao lançar um disco com regravações das canções mais pedidas em seus shows. Entre as selecionadas estão algumas da época em que cantava com Os Replicantes, como “Surfista Calhorda”, “Astronauta” e “Festa Punk”, e a inédita “Colonos em Chamas”.  A releituras trazem  a energia punk, brega e um até um toque psicodélico, ska e bailão.

Gênero: Punk Brega

Link: https://wanclub.bandcamp.com/album/wanclub


Brunno Monteiro – Duplo

ladoa_duplo

 

 

 

 

 

 

 

Dividido em dois EPs complementares, o “Lado A” e o “Lado B”, trabalho produzido por JR Tostoi tem parcerias com Arthur Nogueira, César Lacerda, Letícia Novaes (Letuce), Macacko, Omar Salomão, Posada (Posada & o Clã), Rabujah e Rafael Rocha (Tono), além das participações de Gabriel Muzak, da banda Ventre e de Lucas Vasconcellos.

Gênero:

Link: http://www.brunnomonteiro.com.br/


Criolo – Ainda Há Tempo

criolo-ainda-ha-tempo

 

 

 

 

 

 

 

Peça fundamental na carreira do Criolo, por ser primeiro disco, Ainda Há Tempo faz 10 anos de seu lançamento em 2016. Para comemorar essa marca, o rapper resolveu fazer uma releitura de oito faixas do álbum, que tem 22 em sua versão original. Para isso, ele contou com as participações de alguns produtores, como Nave, Papatinho, Tropkillaz e Marcelo Cabral, além do rapper Rael.

Gênero: Rap

Link: https://sowl.co/AUK17


Jonathan Tadeu – Queda Livre

jonathan-tadeu

 

 

 

 

 

 

 

Conhecido por sua atuação a frente da extinta banda mineira Quase Coadjuvante, Jonathan Tadeu, lança o seu segundo trabalho solo. Assim como no disco Casa Vazia (2015), em Queda Livre traz uma melancolia refletida nas letras e sonoridade.

Gênero: Sadcore

Link: https://jonathantadeu.bandcamp.com/


Phillip Long – Cat Days

phillip-long-cat-days

 

 

 

 

 

 

 

Cat Days é o décimo álbum de inéditas de Phillip Long. O álbum narra os dias que sucedem o término de uma relação. Com letras curtas e diretas, quase como mantras, Long busca encontrar alguma redenção.

Gênero: Folk

Link: http://philliplongmusic.com.br/


Lê Almeida – Mantra Happening

le-almeida

 

 

 

 

 

 

 

Gravado em fita cassete e ao vivo, no Escritório, entre outubro de 2015 e janeiro de 2016, Mantra Happening apresenta um som lisérgico, quase transcendental, centrado no Space Rock. O disco traz cinco canções, algumas com mais de 10 minutos de duração.

Gênero: SpaceRock/Psicodélico

Link: https://lealmeida.bandcamp.com/album/mantra-happening


Romulo Fróes – Barulho Feio Ao Vivo no Arena

romulofroesbarulhofeioaovivonoarena

 

 

 

 

 

 

 

O cantor e compositor, Romulo Fróes, apresenta o seu primeiro disco gravado ao vivo.  O registro foi feito em 2015, no Teatro de Arena, em São Paulo, durante o show de lançamento da edição em vinil do quinto álbum, Barulho feio. Assim como na versão de estúdio, o novo trabalho traz um som poético e experimental.

Gênero: Experimental

Link: http://romulofroes.com.br/DISCOS_files/aovivonoarena.zip


Lineker – Verão

lineker-verao

 

 

 

 

 

 

 

O cantor e performer Lineker é o tipo de artista necessário para a MPB, assim como seu xará Liniker, por quebrarem paradigmas e levantarem discussões, além, é claro, de fazerem música boa. Isto pode ser comprovado com o EP Verão, lançado pelo mineiro no começo do ano. Contemporâneo, o álbum traz seis faixas, compostas na sua maioria por novos compositores. Destaque para “Desapega”, de Juvenil Silva.

Gênero: MPB

Link: http://www.lineker.com.br/


Matheus Brant – Assume Que Gosta

matheus-brant-assume-que-gosta

 

 

 

 

 

 

 

Em Assume Que Gosta, Matheus Brant faz um passeio pelos ritmos populares brasileiros, indo do axé até as marchinhas. Aliás, o Carnaval foi uma grande influência para o músico mineiro, criador do bloco “Me Beija que Eu Sou Pagodeiro”, que desfila nos dias de folia pelas ruas de Belo Horizonte. Corroborando essa pluralidade sonora, o álbum traz as participações das cantoras Juliana Perdigão, Luê e do rapper Kdu dos Anjos, além de uma bela versão para “Abandonado”, do grupo Exaltasamba. É popular? É Brega? Mas vai dizer que você não gosta?

Gênero:

Link: http://matheusbrant.com.br/


Bruno Cosentino – Babies

 

brunocosentino

 

 

 

 

 

 

 

 

Se em Amarelo mostrava o seu lado meio contido e contemplativo, em Babies, Bruno Cosentino da asas a sua sexualidade com letras e ritmos sinuosos, provocativo a dança. A sonoridade cheia de swing é fruto da parceria com a banda Exército de Bebês. Entre músicas autorais, o cantor gravou também uma inédita da Adriana Calcanhoto, “Nunca Mais”.

Gênero:  Pop

Link: https://brunocosentino.com/


Five Minutes To Go – Ghost Town

five-minutes-to-go

 

 

 

 

 

 

 

Formada por integrantes da fodaça banda de rock instrumental, Camarones Orquestra Guitarrística, Five Minutes To Go lança pelo selo DoSol o seu disco de estreia. “Por lá ninguém canta. Por aqui todos nós cantamos, as vezes juntos, as vezes separados”. Com nove faixas em inglês, cheias de atitude construídas em cima de um punk rock rasgado nasce mais um destaque potiguar.

Gênero: Punk Rock

Link: http://bit.ly/GhostTownDisco


Pedras – Arranjos do Que  Sobrou Depois do Surto

 pedras

 

 

 

 

 

 

 

“Arranjos psychoeletroshamanísticos dançantes y cambaleantes. 12 hits para viajar por diferentes lugares e sair renovado (ou não)”.  Desta forma que o pesquisador musical, Pedras, define o som do seu disco, lançado pelos selos DoSOl e Rizomarte.

Gênero: Experimental/ Eletrônico

Link: http://bit.ly/PedrasDisco


Tatá Aeroplano – Step Psicodélico

tata-aeroplano_step-psicodelico

 

 

 

 

 

 

 

“Não tem jeito, eu vivo meu eterno flerte com a psicodelia. Adoro som derretendo pelas paredes, melodias espaciais e o chão de terra batido e pulsante que salta pra fora das caixas de som”. Nesse ambiente de uma exuberância criativa e jogos vocais, Tata Aeroplano nos brinda com um dos seus melhores trabalhos.

Gênero:

Link: http://bit.ly/StepPsicodelico


 Morfina – Farta Evanescence

morfina

 

 

 

 

 

 

 

De forma despretensiosa, entre as aulas de arquitetura, os amigos Igor Peixoto e Reuel Albuquerque formaram a banda Morfina. Dessa união resultou o disco Farta Evanescence, que os alagoanos lançaram no primeiro semestre. São 12 canções autorais que mesclam Indie Rock com um Pop Retro.

Gênero: Pop

Link: https://soundcloud.com/morfina-86771441/sets/farta-evanescente


Caio Castelo – Dois Olhos

caio-castelo

 

 

 

 

 

 

 

Fruto de uma bem sucedida campanha de financiamento coletivo, Dois Olhos é o segundo disco do cearense Caio Castelo. Descomplicado e leve, o álbum, produzido por Alê Siqueira (ganhador do Grammy Latino), se destaca pela harmonia entre o cantor e uma cozinha afinada.

Gênero:

Link: http://bit.ly/CaioCasteloDoisOlhos


 Graveola – Camaleão Borboleta

graveola

 

 

 

 

 

 

 

Com um colorido acervo de ritmos tropicais e ensolarados, a banda Graveola apresenta o seu quinto disco, Camaleão Borboleta (Natura Musical). Para dar vida a este novo registro, que traz 10 faixas autorais, os mineiros buscaram inspiração nos Novos Baianos e Doces Bárbaros. O conterrâneo, Samuel Rosa (Skank), faz uma participação na música “Talismã”. A produção desse belo álbum é assinada por Chico Neves.

Gênero:

Link: http://bit.ly/CamaleaoBorboleta


Manuela Rodrigues – Se a Canção Mudasse Tudo

manuela-rodrigues-se-a-cancao-mudasse-tudo

 

 

 

 

 

 

 

Tropical e cheio de brasilidade, Se a Canção Mudasse Tudo é o segundo disco da baiana Manuela Rodrigues. Contemplado com o edital Natura Musical, o registro transita entre o pop e o samba. Além de canções autorais, a cantora faz releituras de músicas de Gilberto Gil, Ronei Jorge e de Romulo Fróes, este em parceria com Clima.

Gênero: Pop

Link: http://bit.ly/ManuelaRodrigues


Reverendo T & os Discípulos Descrentes  – Puta B.O.C.A. Santa

 reverendo-t-os-discipulos-descrentes

 

 

 

 

 

 

 

O Reverendo T & Os Discípulos Descrentes, projeto musical do cantor e pesquisador Tony Lopes, anuncia o seu novo EP. Produzido por Heitor Dantas, Puta B.O.C.A. Santa experimenta estéticas diferentes pelos caminhos do rock, causando uma certa estranheza proposital.

Gênero: Rock

Linkhttp://bit.ly/ReverendoT


Juliana Perdigão e Os Kurva – Ó

Print

 

 

 

 

 

 

 


A mineira Juliana Perdigão volta a explorar todo o seu talento vocal e como musicista no segundo álbum de estúdio. Em Ó, a cantora repete a parceria com o músico Romulo Fróes, que agora assina também a primorosa produção do disco. O novo trabalho conta ainda com outras colaborações tanto nas composições como na gravação, de Kiko Dinucci, Ava Rocha, Guilherme Held, Negro Leo, Clima, Ná Ozzetti,  Nuno Ramos, Tulipa Ruiz, Zé Celso Martinez Corrêa, entre outros.

Gênero: MPB

Link: http://bit.ly/JulianaPerdigaoO


Fernando Temporão – Paraíso

paraiso_fernandotemporao

 

 

 

 

 

 

 

Paraíso é o segundo disco solo de Fernando Temporão. Nesta nova incursão, o músico canta o índio urbano no afã de um utópico paraíso, em meio as confusões políticas e contradições da sociedade. Uma viagem guiada por melodias bem trabalhadas, leves e suaves. O álbum, produzido por Kassin, traz 11 faixas, algumas assinadas em parceria com nomes de destaque da cena contemporânea, como Ava Rocha, Cesar Lacerda, Filipe Catto, entre outros,

Gênero: Pop/MPB

Link: https://we.tl/560Tz6LYxk


Saulo Duarte e a Unidade – Cine Ruptura

 saulo-duarte-e-a-unidade-cine-ruptura

 

 

 

 

 

 

 

Cine Ruptura (YB Editora/ Natura Musical) é o terceiro disco do paraense Saulo Duarte e a banda Unidade. No novo trabalho, o cantor vai além das raízes, presentes nos registros anteriores, e explora novas sonoridades em canções reflexivas. Produzido por Curumin, o álbum conta com as participações de Russo Passapusso, Ava Rocha e o maestro Laércio de Freitas.

Gênero:

Link: http://www.sauloduarte.com.br/


Lucas Vasconcellos – Silenciosamente

lucas-vasconcellos-silenciosamente

 

 

 

 

 

 

 

Em versão intimista a voz e violão, Lucas Vasconcellos reúne canções dos seus álbuns Falo de Coração  e Adotar Cachorros, além de clássicos de Hyldon, Legião Urbana, David Bowie e Carlos Lyra e Vinicius. Silenciosamente foi gravado ao vivo em estúdio, o que passa a sensação de que o cantor está cantando na sala de casa, no momento da audição.

Gênero: MPB

Link: https://soundcloud.com/lucas-vasconcellos-8/sets/silenciosamente


Wado – Ivete

wado_ivete1

 

 

 

 

 

 

 

Depois de passear pelo Rock em 1977, Wado mergulha no Axé e ijexá, em Ivete. A escolha do título do seu nono álbum não é por acaso, é uma homenagem a um dos grandes nomes do ritmo baiano, Ivete Sangalo. No disco, que comemora os seus 15 anos de carreira, o cantor evoca Carlinhos Brown e Timbalada, regrava Gilberto Gil e Moreno Veloso e traz ainda parcerias com Zeca Baleiro, Momo, Marcelo Camelo e Thiago Silva (Sorriso Maroto).

Gênero: Axé/ ijexá

Link: http://www.wado.com.br/


Guri Assis Brasil – Ressaca

guri-assis-brasil-ressaca

 

 

 

 

 

 

 

O cantor, compositor e guitarrista Guri Assis Brasil, em seu segundo disco, traz a tona toda a sua latinidade ao incorporar ao seu som o reggaeton, a cúmbia e o bolero. Viabilizado pelo patrocínio da Natura Musical, Ressaca traz nove canções autorais.

Gênero: Indie/Latino

Link: http://bit.ly/GuriAssisBrasilRessaca


Oxente Uai – Feito Passarim

oxente-uai-feito-passarim

 

 

 

 

 

 

 

Com músicas que detalham sentimentos comuns a todos, como o amor e a saudade, o grupo musical mineiro-nordestino Oxente Uai transborda delicadeza e suavidade. Transmitidas através da voz sorridente de Raísa Campos e dos acordes de Victor Rodrigues, Gilmar Iria e João Garcia. O disco traz uma regravação de Gonzaguinha, com participação especial de sua filha, a cantora e musicista Fernanda Gonzaga, que assina a direção musical, além de participar na percussão de várias faixas.

Gênero: MPB

Link: http://www.oxenteuai.com.br/


Daniel Salve – Grande Amor

danielsalvecapadoalbum

 

 

 

 

 

 

 

Descomplicado e leve, Grande Amor é um disco Pop alto astral, radiofônico e moldado para as pistas, inspirado nos anos 80 e 90. As 12 canções foram compostas pelo cantor, que também assina a produção em parceria com Rique Azevedo.

Gênero: Pop

Link:  http://www.danielsalve.com/


Cátia de França – Hóspede da Natureza

catiadefrancahospededanaturezacapa

 

 

 

 

 

 

 

Inspirado na bíblia hippie “Walden, ou A Vida nos Bosques”, escrito em 1847 por Henry D. Thoreau, o disco foi norteado por um espírito intimista, conduzido pelo violão da paraibana. Gravado e produzido por Rodrigo Garcia entre o fim de 2005 e 2006, Hóspede da Natureza foi lançado pelo selo Porangareté e com patrocínio do edital Natura Musical.

Gênero: MPB

Link: http://bit.ly/CatiaDeFrança


Supervão – Lua Degradê

supervao-capa-1

 

 

 

 

 

 

 

Lançado através da parceria entre os selos gaúchos Lezma Records e Honey Bomb Records, Lua Degradê percorre caminhos sonoros em direção a um universo pop/ lo-fi de experimentações eletrônicas.

Gênero: Pop

Link: http://lezmarecords.com.br/supervao-lua-degrade-download/


Barbárie – Barbarie

barbarie

 

 

 

 

 

 

 

Depois de três anos, somando as fases de pré e o pós-produção, os três amigos Rô Fonseca, Edu Marin e Bareta resolveram soltar o primeiro registro da Barbárie, lançado pelo Mono.Tune. Uma banda com cara de coletivo artístico com tintas de poesia, evidenciada no cuidado na construção dos versos das 10 canções. Destaque para a faixa-título,” Menta” “Água Preta” e “Álbum”.

Gênero: MPB

Link: https://monotunerecords.bandcamp.com/album/barbarie-lbum-2016


Tokyo Savannah – Straight To Heavy

tokyo-savannah

 

 

 

 

 

 

 

Depois de cinco anos desde o primeiro disco, Tokyo Savannah volta com Straight to Heavy. O novo trabalho inclui 12 faixas de rock alternativo, cantadas em inglês e acompanhadas por batidas fortes, além de muita distorção nas guitarras e baixos.

Gênero: Rock

Link: https://tokyosavannah.bandcamp.com/


SLVDR – Presença

slvdr

 

 

 

 

 

 

 

Presença é o nome do primeiro disco da SLVDR (Salvador), mas também poderia ser utilizado como um dos adjetivos para definir o som desse Power trio. Com influências do Math Rock, o álbum apresenta efeitos e encaixes certeiros e marcantes, trazendo um frescor ao Rock instrumental.

Gênero: Post-Rock/Math-Rock/Instrumental

Link: http://www.slvdr.com.br/ (clicar na capa do disco)


Xóõ – Xóõ

 xoo

 

 

 

 

 

 

 

Xóõ é o resultado da reunião de integrantes das bandas Ventre, Lupe de Lupe, SLVDR e Baleia. Um time de responsa, assim como o som produzido por eles. Com influências que vão do punk ao axé, passando pelo experimental e eletrônico, as oito faixas do disco de estreia da banda foram compostas, gravadas e mixadas em apenas uma semana.

Gênero:

Link: http://projetoxoo.bandcamp.com/album/x-2k16


MC Vinicin – Vivenciar

mc-vinicin-vivenciar

 

 

 

 

 

 

 

“Impulsionando escolhas, caminhando pra chegar”. Nesse clima, um dos representantes da nova geração do Hip Hop mineiro, Vinicin apresenta as suas rimas construídas a partir das suas vivências e experiências no universo do Rap. Com 15 canções, o disco conta com a produção do DJ Spider e as participações de Michelle Oliveira (Cromossomo Africano), Matéria Prima, Matheus Maori, Monge, Douglas Din e Eloz.

Gênero: Rap/ Hip Hop

Link: http://bit.ly/VivenciarDown


Andressa Amaral – Café

andressa-amaral-cafe

 

 

 

 

 

 

 

A brasiliense, radicada no Rio de Janeiro, Andressa Amaral chega ao seu primeiro EP cantando o amor e suas variações. Com uma voz grave e forte, que se assemelha ao timbre de grandes cantoras nacionais, embarca na MPB e traz consigo o Blues rock.

Gênero: MPB

Link: https://soundcloud.com/andressaamaral/sets/ep-cafe


Valciãn Calixto – Foda!

valcian-calixto-foda

 

 

 

 

 

 

 

O cantor e compositor piauiense, Valciãn Calixto faz a estreia do disco solo, intitulado Foda!, com dez faixas de poesia lamurienta e imbricações rítmicas, aliando a agressividade do rock com formas melodiosas do axé e swingueira numa denominação cunhada pelo próprio artista de “Axé Punk”, variante do Afropunk.

Gênero: Axé Punk

Link: http://valciancalixto.bandcamp.com/


Falso Coral – Folia

falso-coral

 

 

 

 

 

 

 

Lançado pelo selo pelo selo Mono.tune Records, o EP apresenta cinco faixas compostas pelo grupo mineiro-paulistano, em português e inglês. Presente em todas as canções, a viola caipira conduz harmonicamente os elementos sonoros que permeiam pelo Folk e pelo Dream Pop. Criando uma atmosfera contemporânea e ao mesmo tempo de raiz.

Gênero: Indie Folk/ Dream Pop

Link: https://monotunerecords.bandcamp.com/album/folia-ep-2016


Mirant – Ao Meu Redor

mirant-ao-meu-redor

 

 

 

 

 

 

 

Com cinco faixas, o EP Ao Meu Redor representa a estreia musical da banda paulista em estúdio. Produzido por Patrick Laplan (Eskimo, Rodox), o disco traz uma levada Pop Rock para falar do lado bom de situações as vezes pesadas.

Gênero: Pop Rock

Link: http://www.mirant.com.br/


Afro Hooligans – Corpo Fundo

afro-hooligans

 

 

 

 

 

 

 

Projeto xamânico de música eletrônica experimental, Afro Hooligans é formado por Marcos Felinto (Noala, Abske Fides), Everton Andrade (Relax For Men) e Guilherme Henrique. Em suas músicas, o trio traz uma mescla de Techno, House e Drone, Lançado pelo selo Fluxxx, o EP vai agradar quem curte Ben Frost, magia, Autechre, xamanismo e Jon Hopkins.

Gênero: Techno/ House/ Drone

Link: https://fluxxx.bandcamp.com/album/afro-hooligans-corpo-fundo


Nosso Querido Figueiredo – Dragões EP

 nosso-querido-figueiredo-dragoes

 

 

 

 

 

 

 

Dragões EP surgiu enquanto o músico Matheus Borges assistia a votação do processo de impeachment pela TV Senado. Por causa disso, parte das nove faixas trazem samplers de cunho político, como o poema “DEMOCRACY“, de Leonard Cohen.

Gênero: Experimental/ Ambiente/ Instrumental/ Eletrônico

Link: http://nossoquerido.bandcamp.com/album/drag-es-ep


The Kitchen – Next To The Kitchen

the-kitchen-next-to-the-kitchen

 

 

 

 

 

 

 

The Kitchen é um projeto do casal paulista Thiago Robô e Ju Aquino. A dupla faz um som experimental – que eles definem como “Rockabilly Universitário” – focado nos três acordes, onde o baixo e a bateria são os instrumentos principais. Gravado em seu estúdio caseiro, o EP conta com seis faixas, compostas pelos próprios músicos.

Gênero:

Link: https://www.facebook.com/thekitchenbrazil/app/212095832143742/


Cianeto HC – Decair

cianeto-hc

 

 

 

 

 

 

 

Em apenas quatro faixas de curta duração o quarteto de Piauí – Heitos Matos (vocal), Pablo Vinícius (bateria), Robervan Sousa (guitarras) e Valciãn Calixto (baixo) – da o seu recado, com letras criticas ao sistema e com uma pegada hardcore. No EP, a banda, que integra o coletivo Geração TrisTherezina, traz misturas inusitadas de ska, funk, reggae e metal

Gênero: Hardcore

Link: http://cianetohc.bandcamp.com/releases


Salomão Terra – Pacífico

salomao-terra

 

 

 

 

 

 

 

Em Pacífico, Salomão Terra resgata a estética eletrônica do trip hop de Portishead e Massive Attack à organicidade de Zero 7 e Bonobo. Nas oito tracks o mineiro aborda questões como desencontros, medo, solidão, beleza e descobertas.

Gênero:

Link: http://www.salomaoterra.com.br/


Bruno Real – A Cidade Dentro

bruno-real

 

 

 

 

 

 

 

A Cidade Dentro é o terceiro disco do curitibano Bruno Real. Nesse novo trabalho, lançado pelo selo Fluxxx, o DJ e Produtor experimenta novas sonoridades que transitam entre o Techno, House e Dubstep. Estilo para quem curte Burial, DSV1, Ben Klock, Redshape.

Gênero: Techno, House, Dubstep e Experimental.

Link: http://www.brunoreal.com/a-cidade-dentro/en/


Heavy Baile – Embrasado

heavy-baile

 

 

 

 

 

 

 

Encabeçado por Leo Justi, o Heavy Baile é um coletivo conhecido por misturar funk carioca, eletrônico, hip hop, kuduro e moombahton. O projeto pulsante, dançante, orgânico e enérgico tem levado a cultura da periferia para as pistas brasileiras e de fora do país.  Esse caldeirão conta ainda com MC Tchelinho, Johnny Ice, Ulyverse e Dorly,

Gênero:

Link: https://soundcloud.com/heavybaile/sets/embrasado-ep


Estranhos Românticos – Estranhos Românticos

estranhos-romanticos

 

 

 

 

 

 

 

Formada em 2014 por quatro antigos representantes do circuito musical/cinematográfico independente – Marcos Muller, Mauk, Luciano Cian e Pedro Serra, a banda promove um caleidoscópio sonoro ao misturar rock indie, surf, groove, tropicália, new wave e punk tropical. O quarteto aproveita a experiência para gravar um disco divertido, com letras interessantes e bem produzido por JR Tostoi.

Gênero: Rock

Link: http://estranhosromanticos.bandcamp.com/album/estranhos-rom-nticos


Igor Venal – Arco-Íris Preto e Branco

igor-venal

 

 

 

 

 

 

 

Já conhecido na cena autoral por fazer parte da extinta banda que levava seu sobrenome, Igor Venal lança seu primeiro álbum solo com participação da banda O Chiqueiro Elétrico, composta por Ricardo Reis (teclado e violão), Iago Lorena (guitarra), Filipe Melo (baixo) e Bárbara Lopes (percussão e voz). Com quatro faixas que conversam entre si, o disco faz menção à conjuntura política atual, ora à crise econômica, ora à tragédia de Mariana, ora ao preconceito e às desigualdades.

Gênero: MPB

Link: https://igorvenal.bandcamp.com/album/arco-ris-preto-e-branco-2


Almir Chiaratti – Bastidores Ao Vivo

almir-chiaratti-bastidores-ao-vivo

 

 

 

 

 

 

 

O EP carrega  a energia e a emoção da noite de lançamento do seu disco de estreia, Bastidores do Sorriso. O registro ao vivo no Teatro do Solar de Botafogo, no ano passado, traz as participações da banda Ruivo, Urso e Mogli, além da cantora Luiza Sales, que divide os vocais com o músico no clássico francês “Ne T’inquiète Pas”.

Gênero: MPB

Link: http://www.almirchiaratti.com/downloads/bastidores_ao_vivo_2016.zip


O Caso – O Caso

o-caso

 

 

 

 

 

 

 

Criada no ano passado, O Caso já começa a aparecer no cenário musical de Belo Horizonte. Formada por quatro jovens músicos, a banda de Pop Rock lançou o seu primeiro EP, homônimo, com músicas autorais que falam do cotidiano e amor.

Gênero: Pop Rock

Link: https://soundcloud.com/o-caso-oficial/tracks


Mona e Outros Mares – Entre Espelhos

mona-e-outros-mares-entre-espelhos

 

 

 

 

 

 

 

Lançado pela Lezma Records, o primeiro trabalho de Mona e Outros Mares bebe de influências pop e eletrônicas, indo de Skrillex a Björk. As quatro canções que compõem o disco abrem, de forma sútil e dançante, para questionamentos sobre o amor e a noção de identidade e de gênero.

Gênero: Pop/Eletrônica

Link: http://lezmarecords.com.br/#/mona-e-outros-mares-entre-espelhos/


Mote Combinado – Poco de Lá, Cado de Cá

mote-combinado-pouco-de-la-cado-de-ca-capa

 

 

 

 

 

 

 

Com influencias do rock, nordeste e do classic funk, Mote Combinado faz a sua estreia em Poco de Lá, Cado de Cá. O EP traz cinco faixas em que a pluralidade rítmica se reflete também na temática das letras, que ganham vida na voz marcante de Larissa Moraes, na guitarra de Caio Rodrigues e no baixo de Rodrigo Fernandes.

Gênero:

Link: http://www.motecombinado.com.br


Moldragon – Natural Drive

moldragon

 

 

 

 

 

 

 

De forma caseira, o novo EP Natural Drive foi todo captado e mixado pelo vocalista e compositor Daniel Rosemberg, com gravações na sala, cozinha, quarto e banheiro do seu apartamento em Porto Alegre. O estilo “DIY” com trocas de instrumentos em meio às canções, tempos pouco usuais contribuíram para uma sonoridade lo-fi. O disco com quatro faixas em inglês foi lançado pelo selo Lezma Records.

Gênero: Lo-Fi

Link: http://lezmarecords.com.br/#/moldragon-natural-drive-ep/


Eu Acuso! – Síndrome de Estocolmo

eu-acuso

 

 

 

 

 

 

 

Rock pesado com guitarras gritantes e pulsantes dão o tom do mais novo lançamento dos gaúchos da Eu Acuso! Em Síndrome de Estocolmo a banda repete a temática agressiva e crítica do trabalho anterior.

Gênero: Metal

Link: http://www.euacuso.com.br/#!downloads/n1rxe


TucA – Multiversos ou Disco de Artista ou Música de Poeta 

tuca

 

 

 

 

 

 

 

Em seu quarto disco, o artista multimídia aposta ainda mais em um som eletrônico, minimalista e íntimo, cheio de críticas ao mundo contemporâneo. O clima intimista se refletiu também na produção que dessa vez não há participações especiais nos vocais. Em algumas faixas, Alex Pix (baixo) e Lacerda, Jr (guitarra) complementam as texturas oníricas das canções.

Gênero: Tropycalwave

Link:  https://tucawebb.bandcamp.com/


Seu Ninguém – Arrojo

seu-ninguem

 

 

 

 

 

 

 

Criada em 2014, a banda de Natal apresenta o seu primeiro trabalho, Arrojo. Com coprodução e mixagem de Yves Fernandes (Camarones Orquestra Guitarrística/Estúdio DoSol), o EP traz quatro faixas que falam sobre pequenas reflexões e histórias cotidianas. O Rock é o fio condutor dessa bem produzida estreia. Pitadas de blues, reggae e pop também estão presentes. Guarde esse nome!

Gênero: Rock Alternativo

Link: https://seuninguem.bandcamp.com/album/arrojo-ep


Venus Volts – Bipolar

venus-volts

 

 

 

 

 

 

 

O sucessor do EP Keep me Posted (2015), Bipolar aposta mais uma vez no Indie Rock.  O bem produzido novo trabalho mostra o que Pelle, nome por trás da “one-man-band”, considera como característica marcante da banda: canções que vão das distorções de guitarras, do barulho, da urgência à calmaria de delays e vocais suaves.

Gênero: Indie Rock

Link: https://soundcloud.com/venusvolts


Coração de Pano – Segunda-Feira EP

coracao-de-pano-segunda-feira-ep

 

 

 

 

 

 

 

Criada em 2012, a banda Coração de Pano é o resultado da reunião de figuras experientes do cenário independente como Victor Meira (Bratislava e Godasadog), Pedro Rizzi (Sobre Amor e Outras Coisas), Lucas Felipe Franco (Bratislava) e o vocalista João Vicente Seno (Showlivre.com). O EP, que versa sobre o trabalho, é o primeiro registro de estúdio do quarteto.

Gênero:

Link: http://corapano.bandcamp.com/


Gusta Proença – Kirumurê

gusta-proenca-kirumure

 

 

 

 

 

 

 

Com a ênfase nas culturas de matriz africana e no sincretismo delas dentro do Brasil, o novo trabalho do Gusta Proença passeia pela Bahia, Rio, São Paulo e Curitiba. O samba unido a outros elementos sonoros da o tom do disco que traz as participações de Zeca Baleiro, François Muleka e Léo Fé.

Gênero: Samba

Link: http://www.gustaproenca.com/


Felipe Grilo – Singular

felipe-grilo-singular

 

 

 

 

 

 

 


Gravado de forma totalmente independente, em Passos, Minas Gerais, o EP Singular apresenta quatro faixas autorais embaladas por um folk cheio de sentimentos. Todas as faixas ganharam clipes produzidos pelo próprio cantor.

Gênero: Folk

Link: http://www.felipegrilo.com/p/musica.html


Amigo Imaginário – A Vida Que Falta

amigo-imaginario

 

 

 

 

 

 

 


A Vida Que Falta
é o primeiro disco da banda Amigo Imaginário. E o álbum não leva esse nome por acaso, a inspiração veio da mudança do interior do Rio Grande do Sul para São Paulo e os sentimentos que esta experiência aflorou em cada um dos quatro integrantes, como a solidão e o vazio. As músicas mesclam a sensibilidade pop e as melodias dos anos 60, as guitarras dos 70, o pós-punk dos 80, o indie dos 90 e as texturas do pós-rock dos 2000.

Gênero:

Link: https://amigo-imaginario.bandcamp.com/album/a-vida-que-falta


Igor Menezes – Lugar Nenhum

igor-menezes

 

 

 

 

 

 

 

O primeiro disco do curitibano Igor Menezes promove uma alquimia entre elementos rítmicos da música brasileira e africana, conduzidos pelo violão. Ao todo são 11 faixas compostas pelo próprio músico.

Gênero: MPB

Link: https://soundcloud.com/igormenezesoficial/sets/lugar-nenhum


Nosso Querido Figueiredo – Nossa Cidade ’16

nosso-querido-figueiredo-cidade

 

 

 

 

 

 

 

O gaúcho Matheus Borges, nome por trás do projeto Nosso Querido Figueiredo, não para. O cantor e compositor tem uma produção extensa na internet. Nossa Cidade ’16 é uma delas. O disco é uma continuidade do EP lançado em 2012, com canções inspiradas na sua cidade-natal, Tapes, no Rio Grande do Sul.

Gênero: Experimental

Link: http://nossoquerido.bandcamp.com/album/nossa-cidade-16


Azoo – Retratos de uma Civilização

azoo-retratos-de-uma-civilizacao

 

 

 

 

 

 

 

Formada por Lucas Cunha no vocal, Eddie Blake na guitarra, Daniel Garcia no baixo e Gabriel Garcia na bateria, a banda de Osasco faz a sua estreia com o disco Retratos de uma Civilização. São 10 canções autorais que bebem na fonte do Rock dos anos 90, cheias de críticas ao sistema político e a sociedade.

Gênero: Rock

Link: http://bit.ly/RetratoDeUmaCivilizacao


Cássio Figueiredo – Presença

cassio-figueiredo-presenca

 

 

 

 

 

 

 

Experimental, Perturbador e por vezes sombrio, Presença, trabalho lançado por Cássio Figueiredo no começo do ano, traz uma mistura de sonoridades caóticas, onde se misturam ruídos e instrumentos. “É minha carta de rendição a qualquer forma de separar criador e criatura”. O disco instrumental traz 11 faixas.

Gênero: Experimental

Link: http://cassiofigueiredo.bandcamp.com/album/presen-a-2


Juliano Gauche – Nas Estâncias De Dzyan

juliano-gauche

 

 

 

 

 

 

 

Confessional, o segundo disco do capixaba Juliano Gauche canta o amor num cenário meio deprê. Nas Estâncias De Dzyan traz nove faixas, com arranjos de Junior Boca e Tata Aeroplano, que dão uma dinâmica e leveza ao álbum.

Gênero: Rock

Link: https://julianogauche.bandcamp.com/album/nas-est-ncias-de-dzyan


Luiz Gadelha e Os Suculentos – Sufocante

capa_sufocante_3000x3000

 

 

 

 

 

 

 

SufocanteSão músicas maduras, embaladas em sonoridades pop com pingos de indie e eletrônica aqui e acolá, jogando a favor da narrativa sobre amor e comportamento muito bem construída na letras de Luiz Gadelha e seus parceiros”.

Gênero: Pop

Link: http://bit.ly/Sufocante


Thiago FrançaO Último Carnaval de Nossas Vidas

capa_thiago_franca

 

 

 

 

 

 

 

No começo do ano o saxofonista Thiago França (Metá Metá e Marginals) lançou um disco só de marchinhas, que embalaram A Espetacular Charanga do França, bloco conduzido pelo músico, que desfila pelo bairro Santa Cecília, em São Paulo. Cheias de irreverência, as marchinhas foram inspiradas no cotidiano, ao brincar com temas como ménage, a gourmetização, a onda fitness, os bombadões, mas sem deixar o sentimento de lado, ao falar de amor e saudade.

Gênero:

Link: http://bit.ly/ThiagoFrancaDisco

COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook