Documentários contam a história do Rock brasileiro

1395
0
COMPARTILHAR:

Apesar de tentarem por inúmeras vezes sepultar o Rock Brasileiro, este jovem senhor resiste às dificuldades e se mantem vivo. São mais de 50 anos de muitas histórias, desafios e música.

Vários documentários foram produzidos  buscando retratar através de imagens, arquivos e depoimentos a origem, a trajetória, a regionalização, suas vertentes e aqueles que fizeram história ao longo desses anos. Alguns premiados, outros criados para TV ou como trabalho de conclusão de curso.

Selecionamos alguns registros completos disponíveis no YouTube, importantes para conhecer e entender melhor o Rock nacional. Além destes listados, outros de grande relevância também valem e devem ser assistidos como: “Raul – O Início, o Fim e o Meio“, Rock Brasilia – Era De Ouro”, “Sem dentes: Banguela Records e a Turma de 94”, “Paralamas 30 Anos”, “A Maldita”, “Circo Voador – A Nave”, entre outros.


50 anos do Rock Brasileiro

Idealizado pelo músico e videomaker Marcelo Rossi, o documentário faz um passeio histórico em ordem cronológica, dividido em quatro fases:  “Anos 50 e 60″, “Anos 70 – Os Anos de Chumbo”, “Anos 80″ e “Anos 90 e 2000″. O filme traz depoimento de mais de 50 personalidades, entre elas Serguei, Oswaldo Vecchione (Made In Brazil), Sergio Hinds (Terço), Guilherme Isnard (Zero), Roger Moreira (Ultraje a Rigor), Clemente (Inocentes), Marcelo Nova (Camisa de Vênus), Walcir Chalas (Woodstock Discos), Edu Ardanuy (Dr. Sin), Paulão Thomaz (Baranga), Gastão Moreira (jornalista, ex-MTV) e Luiz Carlini (Tutti Frutti).

Parte 1: Anos 50 e 60

Parte 2: Anos 70 (anos de chumbo)

Parte 3: Anos 80

Parte final: Anos 90 e 2000


Eu toco Rock “N” Roll

Sinopse: O documentário fala sobre as dificuldades e desafios de se fazer Rock no Brasil através depoimentos de Paulão (Velhas Virgens), Jimmy (Matanza), Roger (Ultraje a Rigor), Dani Nolden (Shadowside), Rodrigo (Dead Fish), Derrick Green (Sepultura), Dro Cardoso e Math Fattori (Lisabi), Teco Martins, Candinho e Ale (Rancore), Rafael Smeke (Los Vitrolas), Pablo Miyazawa (Editor-chefe da revista Rolling Stone Brasil) e Paulo de Barros (radialista da primeira equipe da Rádio Rock). Produção: Daniel Faustino, Gustavo Freitas, Henrique Bovolenta e Rodrigo Gianesi.


Do Underground ao Emo

Sinopse: Dirigido por Daniel Ferro, o documentário, rodado em 2013, mostra as bandas independentes da cena hardcore melódico brasileira, da segunda metade da década de 90 até os dias atuais, até a explosão e sucesso de algumas no mercado mainstream. Dead Fish, CPM22, Garage Fuzz e NxZero são alguns dos entrevistados. Uma co-produção DIY Videos e Canal Bis.


O Rock Sergipano – Esse Ilustre Desconhecido

Sinopse: Vídeo-documentário feito a partir do Projeto Experimental de conclusão de Curso de Comunicação Social dos alunos Werden Tavares e Hans Hagenbeck.  O registro traz um recorte do cenário roqueiro de Sergipe a partir dos anos 80 até meados de 2004.


Botinada – A historia do punk no Brasil

Sinopse: Narra a história do início do movimento punk no Brasil, (1976 – 1984), e o paradeiro de seus protagonistas. O documentário foi produzido por Gastão Moreira e lançado pela ST2 em 2006. Foram quatro anos de pesquisa, 77 pessoas entrevistadas, milhares de horas nas ilhas de edição, 200 horas de vídeo e muitas imagens raras e inéditas compiladas pela primeira vez.


Um Rock do Sul – Impressões no cenário gaúcho

Sinopse: Produzido e editado pela Equipe Editorial J, o documentário retrata o Rock feito no Rio Grande do Sul. Márcio Petracco (Locomotores), Cida Pimentel (Produtora Musical), Gustavo Telles (ex-Pata de Elefante), Fernando Noronha (Black Soul) e Duca Leindecker (Cidadão Quem/ Pouca Vogal), falam sobre a música produzida no estado, suas nuances, cenários e expectativas para quem vive ou quer viver deste universo sonoro.


Do caos à utopia

Sinopse: O documentário faz um retrato do Rock  independente do Rio Grande do Sul, através de depoimentos de bandas do estado como a Fresno, Apanhador Só, Esteban, Cartolas, Tópaz, Doyoulike?, O Curinga e Tampa. Lançado no final de 2012, Do caos à Utopia tem a direção de Diego Tafarel.


Ruído Das Minas

Sinopse: Guitarras pesadas, cabelos compridos, cruzes e demônios. O Heavy Metal mineiro se tornou um dos mais representativos do Brasil. Belo Horizonte deu origem a bandas como Overdose, Sarcófago e, uma das maiores do mundo, Sepultura. Ruído das Minas apresenta essa história contada por quem viveu intensamente os primórdios do Heavy Metal na capital mineira.


O Sonho não acabou – O rock paulista da década de 80

Sinopse: Vídeo Documentário dos alunos de Jornalismo do Unifieo Alice Risso, Felipe Lopes, Juliana Piva, Mariana Costa Ribeiro e Thiago Pelossi. Depois de mais de 30 anos de carreira, bandas como Ultraje a Rigor, Titãs, RPM – no Mainstream- Inocentes e Mercenárias – no Underground- saíram da cena paulista roqueira para se tornarem conhecidos.


Titãs – A vida até parece uma festa

Sinopse: O documentário musical de longa-metragem  conta a história da banda, uma das principais do país, e mostra a irreverência, a emoção, o bom humor e as aventuras dos Titãs desde o começo nos anos 80 até 2009. Gravado grande parte por Branco Mello, que assina a direção juntamente com Oscar Rodrigues, o vídeo retrata os 25 anos de carreira da banda. A história dos Titãs, contada pelos próprios Titãs.


Cazuza – Sonhos de uma noite no Leblon

Sinopse: Cazuza – Sonho de uma noite no Leblon é um documentário de Sérgio Sanz e Marcelo Maia, lançado em 2001 pela PolyGram. O vídeo traz histórias do cantor contadas por Cássia Eller, Ezequiel Neves, Ney Matogrosso, Frejat e sua mãe, Lucinha Araújo.


 Mistura no rock Brasil 90

Sinopse: Dirigido pelo jornalista Marcos Chapeleta, idealizador do site Ligado à Música, o documentário aborda a mistura de ritmos regionais e populares presentes no rock nacional dos anos 90, através de depoimentos de Canisso (Raimundos), Fernanda Takai (Pato Fu), Fred Zero Quatro (Mundo Livre S/A), Andreas Kisser (Sepultura), Henrique Lima (Virgulóides), Marcão Britto (Charlie Brown Jr.), Felipe Machado (jornalista e guitarrista do Viper) e Carlos Eduardo Miranda (produtor).


Rock Brasil 70 – Viagem Progressiva

Sinopse: Documentário realizado em 2013 com o objetivo de descrever, contextualizar e trazer para a atualidade a história do rock progressivo feito no Brasil, um movimento artístico/musical que, apesar de ter representado uma gigantesca importância histórica para a cronologia do rock e da música nacional, acabou não tendo tanto destaque em sua época, muito menos lembranças de grande reconhecimento no presente. Com os nomes mais importantes da época, o projeto visa respeitar a história da música brasileira e responder que, apesar de permanecer no ‘underground’ da mídia até os dias atuais, o rock, independente de sua vertente, é resistente, viajante, atemporal e guerrilheiro. Produção, Roteiro e Direção de Ana Paula Minari, Bruno Rizzato Rodrigues, Guilherme Machioni, João Figueiredo, Tábata Porti e Thiago Mourato.


 Loki – Arnaldo Baptista

Sinopse: Lançado em 2008, Loki é um documentário biográfico do líder e fundador da banda Os Mutantes, Arnaldo Baptista. Em 120 minutos o registro, dirigido por  Paulo Henrique Fontenelle e produzido pelo Canal Brasil, relata a carreira do músico e o cenário da música brasileira, desde o período com a banda até o seu voo solo, através de imagens e depoimentos de grandes nomes como: Tom Zé, Sérgio Dias, Gilberto Gil, Roberto Menescal, Liminha.  Sean Lennon e Devendra Banhart.


Goiânia Rock(s)

Sinopse: Mesmo sendo consideravelmente nova, Goiânia é vista como parte importante de uma rede de cidades ao redor do mundo que abrigam cenas de rock alternativo. A metrópole é palco de importantes festivais e ainda conta com diversos selos e produtoras independentes, além de bandas de grande destaque nacional e internacional, sendo apelidada algumas vezes de Goiânia Rock City ou Seattle Brasileira. A relevância da cena de rock goiana é o tema central de Goiânia Rock(s), documentário produzido por Felipe Café e Fernanda Meireles.


LANDAU – O Rock Rural De Cabo A Rabo

Sinopse: Criado e narrado pelo cantor e compositor, Landau, o documentário faz uma analise dos 40 anos de rock rural no Brasil, de 1971 a 2011, ano que foi lançado. O músico utiliza-se de imagens e vídeos de arquivo para contar a trajetória do gênero do qual faz parte.


COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook