A Faixa por Eles: Paula Cavalciuk

91
0
COMPARTILHAR:

Com seu primeiro trabalho, Mapeia, apresentado em outubro deste ano, a artista de Sorocaba, Paula Cavalciuk está conquistando o público por onde passa com sua turnê de lançamento.

Além da cantora, Paula Cavalciuk (gaita, violão, percussão e kazoo), a banda é formada por Vinícius Lima (vocal/guitarra), Gustavo Machado (baixo) e Ítalo Ribeiro (vocal/bateria/viola).

Do rock visceral ao mais singelo sertanejo raiz, Cavalciuk mostra forte identidade musical, um belo timbre e uma personalidade marcante.

Ao passar por BH e se apresentar de forma arrebatedora com uma performance inquietante no Festival MUSA, Paula me contou sobre a música ‘Maria Invisível’ e seu processo de inspiração para a composição da letra e clipe.

Manutenção da vida

Paula: A ‘Maria Invisível’ é uma daquelas músicas que nascem prontas: melodia, harmonia e letra. Eu estava botando o lixo na rua, era dia de coleta. Imagine aquele saco de lixo orgânico acumulado há dias. Estava pesado, fedido, uma lástima. Aí fiquei pensando que estava fazendo aquilo pela manutenção da minha vida, então comecei a pensar em quem faz isso todos os dias para dar manutenção na vida de pessoas que mal lhe olham na cara.

Negra, pobre, periférica

Paula: Me veio um misto da história da Claudia Ferreira da Silva, mulher negra, pobre, periférica e também me veio a minha mãe que foi faxineira, e em vários momentos, estava mais próxima dos filhos da patroa, do que da gente. A princípio, ela me veio como um samba, tanto que a harmonia até sugere um samba, mas o estilo manouche encaixou bem e o kazoo deu esse ar circense, de tragicomédia.

Tchan: clipe!

Paula: Por ser uma música forte em nosso repertório, pensamos que seria bacana ter um material de qualidade na internet. Foi então que chamamos várias pessoas extremamente competentes, amigos mesmo, que são ótimas no que fazem e estão bem próximas: Daniel Bruson, Fabricio Vianna, Marcio Bertasso, Tiago Giovani, Jéssica Giancotti, Natalia Carriel, além do Ítalo, que além de baterista da banda, produziu o EP e também mixou essa gravação ao vivo do clipe.

Era uma véspera de feriado, todo mundo confirmou presença. Chegamos, gravamos e tchan: clipe!

COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook