A Fase Rosa e Djalma não entende de política se unem em show cativante

286
0
COMPARTILHAR:

Aconteceu na noite de ontem, 17 de julho, o segundo encontro entre as bandas A Fase Rosa e Djalma não entende de política, n’A Autêntica, em Belo Horizonte.

Intitulado ‘A Fase não entende de política’, o show mostrou a união e força das músicas que abordam questões românticas, sociais e políticas d’A Fase Rosa, e do agito samba, axé, drum’n’bass, xote, rock e marchinha da Djalma não entende de política.

A Fase Rosa foi a primeira banda a subir ao palco trazendo uma novidade, o baterista Feijão, que fez sua reestreia em alto estilo após passar uma temporada de estudos na universidade nova-iorquina The New School for Jazz and Contemporary Music.

Cantando sua leveza em ritmos regionais e cosmopolitas, o grupo tocou músicas de seus dois discos, Homens Lentos (2012) e Leveza (2014). O público se divertiu, cantou junto e teve direito a dois generosos ‘bis’ ao final do show.

Já Djalma não entende de política, apresentou duas novas canções ‘O que é que tem?’, um axé-merengue e ‘Sai pra lá capeta’ que é uma ‘cumbia’, como define Carlos Bolívia, guitarrista da banda. Djalma deu o tom da noite, agitando e colocando todos os presentes para dançar ao som de suas músicas com arranjos alegres.

O encontro musical foi agradável e galhardo. As duas bandas sabem como cativar o público com suas canções alegres e com temas recorrentes e atuais. São dois fortes nomes do atual cenário musical de Minas Gerais que merecem a nossa atenção pelo trabalho que ambas vêm apresentando, de forma tão delicada e contagiante.

20150717_234255-1

COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook