Hierofante Púrpura, Ventre, Terno Rei, Bilhão, Holger e Do Amor são as atrações do festival Balaclava

611
0
COMPARTILHAR:

De 20 a 22 de ​janeiro o selo e produtora paulistana Balaclava Records fará uma conexão musical de São Paulo com o Rio de Janeiro. O projeto “Balaclava Apresenta Conexão Rio/SP” traz as bandas que integram o casting do selo, numa edição especial com um grupo de cada cidade, para subir juntos ao palco.

No dia 20 acontece o encontro do Hierofante Púrpura com o trio Ventre. No dia seguinte (21/1) é a vez de subir ao palco as bandas Terno Rei e Bilhão. Pra encerrar, o projeto escalou o Holger e Do Amor.

As apresentações acontecem às 19 horas na sexta e no sábado e às 18 horas no domingo. Os ingressos custa R$ 20 (um dia), R$ 30 (dois dias) e R$ 40 (todos os dias) e podem ser adquiridos na bilheteria do Centro Cultural São Paulo ou online (goo.gl/n4wNBi). Todos os valores tem meia entrada.

Hierofante Púrpura

Hierofante Púrpura é uma banda de rock psicodélico experimental formada no ano de 2005 em Mogi das Cruzes, que mescla influências do post-punk e do progressivo com afinações de viola caipira em suas guitarras. Completando 12 anos de estrada em 2017, acaba de lancer pela Balaclava “Disco Demência”, uma homenagem póstuma ao mestre marginal, Carlos Reichenbach e seu “Filme Demência”, longa-metragem de conteúdo lírico e subversivo rodado em 1985. O disco foi produzido em plataforma analógica e ao vivo no estúdio MESTRE FELINO em Mogi das Cruzes, em um gravador de 16 canais em fita adquirido do estúdio do lendário guitarrista Sérgio Dias (no qual gravou diversos álbuns de sua carreira solo e dos mundialmente famosos, Os Mutantes).

Ventre

Nome em plena ascensão no cenário cultural brasileiro, Ventre é um trio carioca de rock experimental que nos últimos dois anos tem atraído atenção de crítica e público. Seja pela performance ao vivo, seja com o intenso disco “Ventre (抱きしめ と キス)” ou com o DVD “Ao vivo no Méier”. Planejando novos lançamentos, a banda foi destaque em alguns dos principais festivais independentes ao longo de 2016.

Formada pela guitarra e a voz de Gabriel Ventura, a bateria de Larissa Conforto e o baixo de Hugo Noguchi, a banda reflete em sua química no palco a amizade de seus integrantes. Com letras confessionais e observativas, Gabriel surpreende ao tocar com propriedade em temas como desejo, saudade e efeitos do tempo no amor.

Do momento em que a Ventre apareceu para o cenário musical com seus primeiros vídeos ao vivo (“Carnaval” e “Pernas”) até o homônimo álbum de estreia, foram dois anos de estrada e aprendizado. Produzido de forma independente pelo trio, “Ventre (抱きしめ と キス)” foi só a porta de entrada para uma banda combativa e cheia de convicções, que levanta bandeiras dos direitos da mulher e da luta contra o racismo.

Terno Rei

Formada em 2010, a banda paulistana Terno Rei aposta em melodias que passeiam pelo rock alternativo e a música brasileira. No show eles apresentam as músicas de seu segundo disco recém-lançado, “Essa Noite Bateu com um Sonho”, além de músicas de seu disco de estreia “Vigíila” e o EP “Trem Leva Minhas Pernas”.  Em maio de 2015, a banda se apresentou no prestigiado festival espanhol Primavera Sound e participaram de uma sessão ao vivo no Canal 180 de Portugal. Terno Rei é composto por Ale Sater (Voz e Baixo), Bruno Rodrigues (Guitarra), Greg Vinha (Guitarra), Luis Cardoso (Bateria) e Victor Souza (Percussão).

Bilhão

Com uma sonoridade calcada no dream pop, “Bilhão”, o disco de estreia transita por momentos etéreos e que remetem a uma atmosfera universal. Os arranjos são costurados com guitarras, synths e letras oníricas, baterias e baixos sólidos; um paradoxo entre a presença e a ausência de gravidade. Levando essa mesma vibração para o palco, o Bilhão vai apresentar canções como “Atlântico Lunar”, “Mar de vapor” e “Tõ pra ver o tempo”.

Ao vivo, Gabriel Luz e Felipe Vellozo dividem as vozes e guitarras e são acompanhados por Lucas Lazoski (baixo), Lux Ferreira (synths) e Victor Abdelnur (bateria). Além das músicas já conhecidas pelo público, eles adiantam: no repertório vai ter inédita pra quem já está curioso pelo próximo disco do duo.

Holger

Holger é uma banda formada em São Paulo em 2006, conhecida por misturar indie rock e ritmos brasileiros. Uma de suas características marcantes é seus integrantes se revezarem nos instrumentos e vocais. Em 2011, eles ganharam o Prêmio Multishow de Música Brasileira na categoria melhor banda. A banda já tocou em importantes festivais como Planeta Terra (2010) e Lollapalooza Brasil (2013). Lançaram, em 2008, o EP Green Valley, escolhido no ano pelo jornal Folha de São Paulo como segundo melhor disco nacional do ano. Em 2010, lançaram Sunga, também bastante elogiado pela imprensa local e internacional. Além do Brasil, o disco também foi lançado no Japão. Em 2012 foi a vez de lançar o segundo álbum cheio, e o primeiro com letras em português, Ilhabela – produzido pelo americano Alex Pasternak, integrante da banda Lemonade.

A banda lançou seu terceiro álbum, homônimo, em 2014. “Holger” também produzido por Alex Pasternak e figurou em todas as listas de melhores do ano da crítica especializada. Em 2016, o quinteto lançou pela Balaclava Records o EP “Sexualidade e Repressão”.

Neste show, Bernardo Rolla (vocal, baixo), Marcelo Altenfelder “Pata” (guitarra, vocal), Pedro Bruno “Pepe” (vocal, percussão, teclado e baixo) e Charles Tixier (bateria) contam com a participação especial de Fernando Dotta na guitarra.

Do Amor

O Do Amor nasceu em 2007 e não demorou muito para se firmar como uma das principais bandas de rock da cena independente, composta por amigos de longa data, que sempre estiveram juntos, em projetos pessoais e acompanhando outros artistas como Caetano Veloso, Rodrigo Amarante, + Dois, Lucas Santanna e Banda Do Mar. O primeiro EP foi lançado ainda em 2007, com seis faixas. Com “Do Amor” (2010), eles viajaram pela Europa, América do Sul e diversas cidades brasileiras. O disco mais recente “Piracema” (2013) reforça a proposta da banda de reunir influências de cada um para formar uma sonoridade que une rock, cumbia, carimbó e guitarrada.

No Brasil se firmaram como referencia musical, realizando shows em diversos  festivais importantes como Coquetel Molotov, SP Noize (Sao Paulo), Goiania Noize (Goiania), Conexao Vivo (Belo Horizonte), El Mapa de Todos (Porto Alegre) se apresentaram tambem em Sao Paulo no Circuito Sesc, no Rio de Janeiro no Circo Voador. Ja dividiram palco com Mad Professor, The Undertones, Vampire Weekend, Dinosaur Junior, Klaxons, Vetusta Morla. Em 2016 com novo estúdio, eles preparam o próximo disco da banda a ser lançado pelo selo Balaclava no primeiro trimestre de 2017.

Serviço:

Balaclava Apresenta

20/1 – Hierofante Púpura (SP) e Ventre (RJ)

21/1 – Terno Rei (SP) e Bilhão (RJ)

22/1 – Holger (SP) e Do Amor (RJ)

19h (sexta e sábado) e 18h (domingo)

Centro Cultural de São Paulo – Sala Adoniran Barbosa

Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso – São Paulo/SP

R$ 20 (cada dia); R$ 30 (para dois dias) e R$ 40 (para todos os dias)

Há meio ingresso para todas opções

Classificação 16 anos

Foto: Hannah Carvalho 

COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook