Mozart tem o disco mais vendido de 2016

1737
0
COMPARTILHAR:

Você não leu errado. Se você pensa que que os artistas que mais venderam discos em 2016 foram Adele, Beyoncé e Drake, sinto muito mas você se enganou completamente. Numa época em que o CD não é nem de longe a mídia fonográfica mais popular do mundo, coube à um compositor nascido em 1756, ser quem mais teve seus álbuns adquiridos pelo público ao longo deste ano, fazendo 2016 ser, de fato, o ano do “nunca imaginei que isso fosse acontecer”.

A coletânea Mozart 225: The New Complete Edition reuni toda a obra do mestre da música clássica Wolfgang Amadeus Mozart num box composto por cerca de 225 CD’s, tendo a participação de 600 solistas e 60 orquestras de todo o mundo. Organizado de forma cronológica, a coletânea traz desde os dois fragmentos em dó maior para cravo, escritos pelo compositor aos 5 anos, até o Requiem, inacabado devido a sua morte, além de seus 27 concertos para piano, 41 sinfonias entre outras tantas peças musicais, cinco cópias de partituras, seu último retrato conhecido, uma carta para seu pai, biografia e analise música-a-música.

Mas a grande surpresa é o primeiro registro da “música perdida”, descoberta recentemente e composta em 1785 em parceria com Antonio Saliere, intitulada “Per La Ricuperata salute di Ofelia” (Para a saúde recuperada de Afélia). Como você deve imaginar, esse material não é está nem perto dos preços populares. Para levar essa que, com certeza, é a coletânea mais completa da obra de Mozart, é preciso desembolsar a bagatela de US$ 479,98. Com esse preço não tão acessível, como explicar essa marca no mínimo curiosa?

A conta é simples. A Billboard considera a venda de um disco duplo como se fossem dois discos diferentes. Considerando que cada box possui cerca de 225 CD’s, foram necessários “apenas” 6.250 box vendidos para atingir a incrível marca de 1.25 milhões de discos vendidos em 2016. Creio que nem nos áureos tempos do CD, chegar a uma marca dessa era tão fácil, mesmo para os grandes nomes do pop, quanto mais pra um compositor morto à 225 anos. Fica aqui nosso parabéns pro Mozart.

COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook