Resenha: Nobat – ‘O Novato’

217
0
COMPARTILHAR:

O Novato, disco do artista mineiro Nobat, acaba de ser disponibilizado para audição e chega repleto de bases eletrônicas e participações especiais.

Além de contar com cinco bateristas diferentes para a gravação do disco como Tiago Eiras (Dibigode), Fernando de Sá (A Fase Rosa), Luiz Ramos (Zonbizarro) e Pablo Campos (The Us), além de Daniel Nunes, que divide a produção com Nobat. Novatocontou também com as participações especiais de Tatá Aeroplano, Helio Flanders (Vanguart), a cantora e atriz Julia Branco (Todos os Caetanos do Mundo) que participa em ‘LSD’, e a percussionista Nara Torres (Iconili) que colabora em ‘Agosto’.

Optar por abrir mão de uma banda atuando fixamente em seu trabalho e no processo de criação, proporcionou a Nobat uma maior amplitude de possibilidades sonoras, devido à experiência musical somada de cada um dos convidados.

Mesmo com tamanha diversidade de ideias musicais, o disco parece seguir a linha de seu criador com canções com letras e músicas que beiram a angústia poetizada pelo autor. O Novato apresenta 10 faixas que trazem mais uma vez os arranjos marcantes do artista.

Particularmente, destaco a música ‘LSD’, que já havia sido disponibilizada anteriormente. Para mim, esta é a melhor faixa do disco. Não apenas pela participação especialíssima da cantora Júlia Branco, mas também por toda a composição poética que envolve letra e arranjo, o que transcende ouvidos mais atentos (ou não!) quase que de forma alucinógena a um lugar que ainda não sabemos para onde ir.

TagsNobat
COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook