#VPODN: Julio Ferraz fala sobre ‘Blonde on Blonde’

347
0
COMPARTILHAR:

Os pernambucanos da Novanguarda, que agora voltou a ser um trio, estão nos preparativos para o lançamento do seu novo trabalho, Depois do Céu de Diamantes, com a mesma equipe do antecessor, A Máquina de Retratos. Em paralelo a banda, o vocalista Julio Ferraz prepara o seu álbum solo.

“Enquanto Depois do Céu de Diamantes é finalizado, escrevi uma trilogia, essa será minha estreia solo e o primeiro dos três será lançado no ano que vem, acredito que depois do carnaval. São três álbuns, cada um terá sua data. Nada disso irá atrapalhar o andamento dos trabalhos do Novanguarda, nem em palco, nem em estúdio”, revelou.

Em meio a esse turbilhão de novidades, o músico arrumou uma brecha para participar da coluna “Vale a Pena Ouvir de Novo“. O cantor e compositor comentou ao Som do Som a sua relação com um dos grandes álbuns do Bob DylanBlonde on Blonde,de 1966.

Blonde on Blonde, de Bob Dylan, é talvez o disco que eu mais escutei repetidas vezes, e com certeza é um dos dez álbuns da minha vida. Um disco incrível que traz algumas das canções mais maravilhosas que eu já escutei. Falo no sentido de entrar veia adentro e passear em mim todas as sensações possíveis, canções como “Visions of Johanna” (que possivelmente tenha sido uma das que mais ouvi repetidas vezes em toda a minha vida) ou mesmo “One of Us Must Know (Sooner or Later)”, “4th Time Around”, “I Want You”; não tem tiro fora do alvo, se é que é necessário alvo quando se quer fechar os olhos e simplesmente deixar os sentidos no comando.

Comigo não existe isso de um disco que eu queria ter escrito que não seja meu, e sim um disco que de fato eu precisava ter escutado, e é por isso que escolhi Blonde on Blonde, álbum de Bob Dylan de 1966 para o “Vale a Pena Ouvir de Novo”, pois é realmente um dos álbuns fundamentais da minha vida. Não consigo enxergar como seria sem esse ter passado por meus ouvidos, por minha alma, por minhas veias; acredito que muita coisa seria bem diferente em minha música”.

Na coluna #VPODN toda semana um artista, produtor, escritor – pessoas envolvidas com música no geral – irá falar sobre um disco ou música que ele não cansa de escutar, por lembrar alguma situação ou ter marcado algum momento da sua vida, carreira, ou que gostaria de ter gravado ou escrito.Confira a participação do vocalista da banda curitibana BlackPipe, Rene Singe e do cantor e compositor, China.

COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook