Whipallas encerra ciclo com novo EP

292
0
COMPARTILHAR:

Por terem adotado o inglês como a língua oficial de suas canções, devido a sonoridade e até o nome – inspirado na bandeira do Império Inca – Whipallas pode ser facilmente confundida como uma banda gringa, mas é genuinamente brasileira. Nascida no Rio de Janeiro, a banda chamou atenção logo de cara com seu elogiável EP de estreia, que rendeu um caprichado clipe, figurando na nossa lista dos melhores de 2016 e de outros sites. Um ano depois, os cariocas estão de volta para apresentar o seu segundo trabalho, intitulado EP2.

Como uma espécie de lado B do primeiro compacto, o novo material mantém a veia rock n’ roll, mas deixa um pouco de lado a estética sessentista e setentista para apostar no funk americano e indie rock britânico do início dos anos 2000. Uma ótima mistura que trouxe uma atmosfera dançante as suas canções e casou bem com o estilo do quarteto.

Produzido pelo próprio grupo, o que é ainda mais elogiável pelo belo resultado, o EP2 traz seis faixas autorais e inéditas. “Boogie Boogie“, que abre o disco, foi o primeiro single liberado pela banda e ganhou um criativo e divertido clipe. Abusando da ironia e do sarcasmo,”Need a Hand” foi outra canção que chegou as redes antes do lançamento. “To be True” é uma homenagem ao filho do vocalista e guitarrista, prestes a nascer. Enquanto “Do not Disturb” é uma soma de todas as coisas que os incomoda, tem até menção aos pokémons (?). Fechando os trabalhos,  a mais dançante”Back to Work” e a reflexiva “Darwin”.

Tão bom quando o antecessor, o EP2 marca o encerramento de um ciclo, trazendo expectativas e dúvidas do que vem a seguir. Qual linha a Whipallas irá direcionar os seus próximos trabalhos? Mais Rock ou dançante ou novas sonoridades? Questionamentos que ficarão no ar! Mas enquanto isso ouça o compacto que acabou de sair do forno!

COMPARTILHAR:

Comentários no Facebook